Guto Ferreira e direção avaliam atuação e situação no Beira-Rio: "Boa foi melhor que a gente"
Foto: Divulgação | Internacional

Com mais de 26.200 torcedores presentes no estádio Beira-Rio, o Internacional recebeu o Boa Esporte em jogo válido pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Diones marcou o único gol da partida, na segunda etapa, que deu a vitória ao time mineiro. Com os 3 pontos garantidos nesta partida, o Boa Esporte soma 15 pontos e ocupa a 10º posição na tabela, já o Internacional, sem pontuar na rodada, ocupa o 4º lugar com 17 pontos; A equipe colorada sai do G-4 nesta rodada, com a vitória do América-MG sobre o Brasil de Pelotas.

O Internacional volta a campo no próximo sábado (08) ás 16h:30 enfrenta o Criciúma, novamente no Beira Rio. Já o Boa Esporte recebe o CRB em casa, no estádio Municipal de Varginha em Minas Gerais, também no sábado, às 19h00.

Internacional detém mais posse de bola, mas não consegue finalizar na partida

Durante o primeiro tempo, o Internacional chegou a ter 80% de posse de bola, com quatro volantes em campo.  Um número muito significativo que indica controle de jogo, porém, o colorado não conseguiu acertar nenhuma finalização na primeira etapa da partida. O atacante Brenner chegou a ter duas chances para colocar no fundo das redes, mas finalizou pra fora.

O Internacional mostrou-se extremamente desorganizado em campo, mesmo com uma semana de treinamentos intensos comandados pelo técnico Guto Ferreira, a um mês no Inter. O Boa Esporte abria o jogo pelas laterais, de onde surgiu boa parte dos problemas do colorado no jogo, que não conseguiu fechar a linha defensiva das laterais.

O capitão do Internacional, D'Alessandro também se mostrou perdido durante o jogo. O meia, que costuma motivar o time, mostrou-se sem direção em campo. Acertou apenas 85% dos passes dados e não finalizou nenhuma vez durante os 45 minutos de partida. Já o goleiro Danilo Fernandes, foi o destaque da partida. Fez três grandes defesas e bloqueou mais uma vez o gol colorado.

Na Série B, o Internacional com 11 jogos tem apenas 4 vitórias, 5 empates e 2 derrotas. Com 13 gols marcados e 8 sofridos. Números que resultam em um aproveitamento de 51%. Dos 11 jogos, 5 foram no estádio Beira Rio, onde o Internacional tem um aproveitamento de apenas 40% e uma vitória, contra o Náutico.

O Boa Esporte começou a partida mais na defensiva e passou a pressionar a defesa colorada somente após os 25 minutos da primeira etapa, quando teve uma das melhores chances do jogo com Ruan. O time mineiro, apesar da pouca posse de bola, foi mais eficiente nas finalizações e garantiu os três pontos na casa colorada. Aos 39 minutos do primeiro tempo, o Boa reclamou um pênalti que não foi dado pelo árbitro, o meia Fellipe Mateus recebeu na área e ao tentar um giro, caiu na dividida com Danilo Silva, zagueiro colorado.

O volante Diones, após tabela na área colorada, entrou sozinho e abriu o placar para o Boa Esporte no início da segunda etapa, logo aos 6 minutos. Abriu mais oportunidades ao longo do jogo, mas encontrou o guarda redes colorado pela frente.O zagueiro Júlio Santos, recebeu cartão amarelo no início do primeiro tempo, e aos 36 minutos do segundo levou seu segundo amarelo, que por consequência resultou em expulsão do jogador. O Internacional finalizou a partida, que foi até 48 minutos com acréscimos, sem novas chances de gol.

Protesto violento da torcida colorada após a partida

Antes do fim do jogo os torcedores presentes no Beira Rio vaiaram o time, e após a partida, protestaram em frente ao estádio entoando cânticos de ordem, de vergonha, e de provocação ao rival. O batalhão de choque da Brigada Militar presente no estádio teve que intervir com bombas de efeito moral e spray de pimenta. Alguns torcedores arrancaram os gradis de proteção do estádio e tentaram arremessa-los nos seguranças privados do estádio. O vice de futebol do Inter, Roberto Mello, defendeu a atitude dos torcedores que protestaram "O torcedor tem o direito de protestar, acho isso válido", disse. 

Quem também falou após a partida foi o presidente, Marcelo Medeiros "O Inter não está conseguindo colocar em prática o que está fazendo durante a semana. Vamos continuar trabalhando, vamos continuar focado. Esperamos reverter isso já no próximo jogo."

Questionado sobre o 'espirito de Série B' que poderia ter atingido o vestiário do Internacional, Marcelo respondeu "A pressão do futebol é muito grande. A gente sabia que seria assim. Vamos suportar a pressão. No final do ano estaremos comemorando a volta a divisão de elite." Em sua coletiva, o técnico Guto Ferreira corroborou com as palavras do presidente do clube "Não temos muito o que explicar, o Boa foi melhor que a gente. A equipe não conseguiu reproduzir o que treinou, concordo com o presidente. Quem acompanha o dia a dia sabe que o trabalho está sendo feito", afirmou Guto.

VAVEL Logo