Após vitória sobre Cruzeiro, Roger Machado elogia atuação de garotos da base
Foto: Bruno Cantini/Atlético

O Atlético-MG venceu, de virada, o clássico contra o Cruzeiro nesta tarde de domingo (2), na Arena Independência. O meia-atacante Thiago Neves abriu o placar, mas o Galo empatou ainda no primeiro tempo, com belo gol de falta de Cazares, e virou com um tento de Fred. Na segunda etapa, Fred marcou mais uma vez e fechou o placar.

Lesionado, o zagueiro e capitão Leonardo Silva deixou a partida no começo do jogo após sentir a coxa direita. O técnico Roger Machado colocou o zagueiro da base Bremer e avaliou o desempenho alvinegro na partida. 

"Com a lesão do Léo Silva e com o gol do Cruzeiro, a gente saiu um pouco da partida. Com a movimentação de Yago pela lateral, a gente voltou pra partida e percebemos que pelo meio de campo não seria a melhor saída para o nosso jogo. Conseguimos a virada ainda no primeiro tempo, ajustamos a saída do Robinho e isso nos deu ainda mais consistência. No segundo tempo ficou 3 a 1, mas poderia ter feito mais", disse o comandante, em entrevista coletiva pós-jogo.

Com atuação segura, Bremer fez seu segundo jogo com a camisa do Atlético e foi elogiado pelo treinador. "O Bremer não é uma surpresa pra mim, talvez seja uma surpresa pra vocês, mas essa é uma das vantagens do clube. O Atlético tem toda essa estrutura da base e do profissional no mesmo local. A relação com o Ricardo faz com que a gente saiba o que está acontecendo nas categorias inferiores, e essa vaga [na Libertadores] é do Bremer, sem dúvidas", afirmou, indicando que Leonardo Silva não deve viajar com a delegação para a Bolívia visando ao jogo contra o Jorge Wilstermann, pelas oitavas da Libertadores.

Com a presença decisiva de jogadores da base em campo, Roger Machado ainda comentou sobre a situação dos atletas. "O Atlético faz um investimento muito grande na base, mas temos que esperar o momento certo para lançar esses meninos. Foi assim contra a Chapecoense e mais uma vez hoje. Eles só jogam mais tranquilos porque ao lado deles tem jogadores mais velhos e experientes, por exemplo, ao lado do Yago tinha o Roger e do Bremer tinha o Gabriel, que apesar de ser mais novo, já tem mais experiência", concluiu.

Agora, o Atlético muda a chave e começa a pensar na Copa Libertadores da América. Na quarta-feira (5), às 21h45, o time alvinegro enfrentará o Jorge Wilstermann, em Cochabamba, na Bolívia, pelo duelo de ida das oitavas de final da competição sul-americana.

VAVEL Logo