Eduardo Baptista lamenta oscilação e pênalti inexistente na derrota do Atlético-PR
(Foto: Marco Oliveira/Clube Atlético Paranaense)

Pela tarde deste domingo (02), o Atlético-PR enfrentou o Sport na Ilha do Retiro pela 11ª rodada do Brasileirão 2017. Jogando com um time misto para preservar alguns de seus jogadores, o Furacão perdeu para o Sport pelo placar mínimo de 1 a 0. Ao final da partida, o técnico Eduardo Baptista falou em entrevista sobre a decisão de poupar jogadores e correr riscos, mas também falou sobre o pênalti polêmico marcado pela arbitragem.

Sobre a partida contra o Sport, o técnico lamentou a oscilação do time que não conseguiu atacar a equipe da casa. Eduardo também falou sobre correr riscos de jogar com alguns reservas.

“Oscilamos na partida. Infelizmente, faltou um algo a mais para que conseguíssemos agredir e conseguir a vitória. Temos algumas decisões que temos que tomar e correr o risco”, comentou Eduardo.

O técnico do Furacão destacou também o polêmico lance do pênalti marcado pelo árbitro contra o Atlético. Para o treinador foi um lance normal, mas que mudou o todo o andamento da partida.

“O pênalti estava na minha frente. Eu não vi nada, sinceramente. Pela televisão, fica mais clamoroso. Talvez, se não tivesse dado o pênalti, teríamos saído com um resultado melhor”, reclamou o treinador.

Encerrando sua entrevista, o comandante do Atlético-PR falou sobre o próximo compromisso contra o Santos, já pela Libertadores e ressaltou que os rivais também pouparam jogadores na sua partida desta rodada.

“Temos uma viagem dura amanhã. Por isso, a decisão de poupar alguns atletas. O Santos, nosso próximo adversário, poupou o time inteiro para a partida de quarta-feira”, finalizou o técnico.

Atlético-PR e Santos irão se enfrentar nesta próxima quarta-feira (05), às 19h15, em partida que ocorrerá no Estádio Vila Capanema, em Curitiba. A partida será válida pelo jogo de ida das oitavas de finais da Copa Libertadores da América.

VAVEL Logo