Auxiliar Luisinho Quintanilha valoriza empate do Bahia no Ba-Vi
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

O ponto conquistado no sexto Ba-Vi disputado em 2017 foi de suma importância para o Bahia. Após sofrer bastante pressão do arquirrival rubro-negro, graças ao goleiro Jean, o principal jogo de futebol do estado da Bahia ficou empatado sem gols. O resultado final contentou o Esquadrão, mas a atuação foi completamente reprovada pelo auxiliar técnico Luisinho Quintanilha, que ficou à beira do gramado devido à suspensão do técnico Jorginho, conforme demonstrada em entrevista coletiva depois do rolar da bola.

"Nós não tivemos a mesma atuação que vínhamos tendo, mas, em contrapartida, conseguimos um ponto fora de casa, um ponto difícil. Mas tentamos algumas situações na partida. Entrou o Douglas, um garoto novo, de velocidade. Em todo o primeiro tempo tivemos algumas situações, mas infelizmente o gol não saiu. A gente encontrou dificuldades. A gente pediu que pudesse jogar um pouco mais pelas extremidades, até porque a última linha do Vitória estava muito adiantada. A gente queria explorar um pouco mais o passe entre o lateral e o zagueiro", afirmou.

Luisinho Quintanilha falou também sobre a atuação do time e reprovou qualquer pensamento sobre uma possível estratégia de se concentrar apenas no campo defensivo e não atacar durante o Ba-Vi.

"Demos um pouco mais de espaço. A gente procurou jogar um pouco mais retraído para explorar essa transição ofensiva. As situações que eles criaram, muito de bola parada, muita bola aérea. No cômputo geral, a gente que vinha fazendo boas atuações, conseguimos um ponto fora de casa. Isso nos tira da zona de rebaixamento. Não abdicamos de atacar. A questão é que, quando você tem um rendimento baixo, de alguns jogadores, a verdade é que caiu um pouco o rendimento. O Bahia não abdicou. Nós mudamos um pouco o sistema. Nós trouxemos mais o Vitória, só que não conseguimos sair nessa transição", continuou.

O auxiliar-técnico do Bahia finalizou a entrevista com elogios ao goleiro Jean, que evitou a mudança no placar, além de lamentar que o jejum de resultados positivos tenha continuado. Agora, nos últimos seis jogos, são quatro derrotas e dois empates.

"Jean é um excelente goleiro. A gente conta com ele. Ele faz parte de todo o esquema da equipe. Teve uma grande atuação. A equipe depende muito disso, de ter a posse de bola, manter a posse da bola. Isso nos dificultou bastante. O jejum nos incomoda um pouco. Embora a gente tinha tido boas atuações, mas incomoda. Um grupo bom, de qualidade, querendo avançar na tabela. É o que a gente vai tentar fazer. Vamos buscar o resultado contra o Fluminense", concluiu Quintanilha.

Com o empate, o Bahia deixou a zona de rebaixamento da Série A. O time ocupa a 16ª posição, com 11 pontos ganhos e melhores critérios de desempate que o São Paulo. Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro 2017, o Esquadrão de Aço irá medir forças contra o Fluminense. O jogo vai acontecer às 16 horas do próximo domingo (9), na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA.

VAVEL Logo