Pela Libertadores, Atlético-MG tenta impor primeira derrota ao Jorge Wilstermann em casa
Arte: Hugo Alves/Editoria de Arte

Dando início às oitavas de final da Copa Libertadores da América, o Atlético-MG enfrenta o Jorge Wilstermann nesta quarta-feira (5), às 21h45, no estádio Félix Capriles, em Cochabamba. Com a melhor campanha da fase de grupos, o Galo tenta trazer uma vantagem para o jogo de volta, em Belo Horizonte. O árbitro da partida será Daniel Fedorczuck, auxiliado por Richard Thinidad e Carlos Pastorino (trio uruguaio). 

Os bolivianos se classificaram em segundo lugar no Grupo 5, ficando atrás do Palmeiras. O Jorge Wilstermann é o quarto clube boliviano com mais participações em Libertadores, somando 17 no total. Além disso, no Félix Capriles, está com 100% de aproveitamento no torneio. Em casa, a equipe venceu o Penãrol (6 a 2), Atlético Tucumán (2 a 1) e Palmeiras (3 a 2). 

Enquanto isso, a equipe de Roger Machado foi a primeira colocada no Grupo 6 e fez a melhor campanha da fase de grupos. O Atlético tem um histórico favorável contra bolivianos, tendo disputado oito jogos e vencendo sete, com apenas uma derrota.

Com ótimo aproveitamento em casa, Wilstermann tenta surpreender 

Foto: Nelson Almeida/AFP/Getty Images
Foto: Nelson Almeida/AFP/Getty Images

A equipe de Roberto "Musaraña" Mosquera costuma atuar no 4-2-3-1 e faz dos cruzamentos na área a sua arma principal. O meia Rudy Cardozo é o destaque do Wilstermann, líder de assistências e também artilheiro na Libertadores, com dois tentos, ao lado de Cabezas e Ríos. A equipe boliviana ocupa o sexto lugar no Campeonato Boliviano. 

Na atual temporada, Jorge Wilstermann disputou 28 jogos, dez a menos que a equipe brasileira, e soma nove vitórias, cinco empates e 14 derrotas. Até o momento, todas as vitórias conquistadas foram no Félix Capriles. 

Galo tem missão de voltar para o Brasil com a vantagem 

Foto: Pedro Vilela/Getty Images
Foto: Pedro Vilela/Getty Images

Após passar por má fase no início do Brasileirão, o Atlético-MG enfrentará a equipe boliviana com alguns desfalques entre os titulares. O zagueiro Felipe Santana tem um estiramento na coxa direita e seu companheiro de zaga, o capitão Leonardo Silva, se machucou na última partida alvinegra.

O lateral-direito Marcos Rocha ainda não se recuperou de lesão e o atacante Luan foi poupado. Por outro lado, a equipe mineira chega com moral elevada depois de ganhar o clássico e, também por estar em posição confortável na tabela. 

"Vai ser um jogo difícil, como qualquer outro. Espero que a equipe faça um bom jogo para a gente sair daqui com a vitória e se não conseguir, um empate vai ser muito bem vindo", disse Alex Silva, substituto de Marcos Rocha, sobre o confronto. 

VAVEL Logo