Sem Luxemburgo, Sport enfrenta Arsenal-ARG pela ida da segunda fase na Sul-Americana

A classificação heroica sobre o Danubio colocou o Sport na segunda fase da Copa Sul-Americana 2017. Nesta quinta-feira (6), às 21h45, os pernambucanos terão mais um estrangeiro pela frente na competição. Na Ilha do Retiro, em Recife, recebem o Arsenal de Sarandí-ARG, que evitou rebaixamento à segunda divisão nacional na última rodada.

Embalado por estar há quatro jogos sem perder, o Leão busca manter a boa fase para a sequência da temporada. No último domingo (2), em casa, batalharam do início ao fim e bateram o Atlético-PR com um gol de pênalti inexistente, marcado por Diego Souza. A vitória os deixou na 12ª colocação e com 15 pontos, ficando bem mais distantes da zona de rebaixamento.

Os argentinos, por outro lado, tentam reabilitação em 2017. Depois de impedir o descenso ao segundo escalão de seu país, o time de Sarandí vive um momento de reformulação para a continuidade. A queda não foi decretada devido ao Promedio, o cálculo que leva em consideração edições anteriores do Argentino para definir os rebaixados.

Sport vai sem Luxa e com duas ausências

Motivado desde que chegou, há cerca de um mês, Luxemburgo aposta na manutenção do time para seguir com regularidade, principalmente no Brasileirão. Apesar disso, vai ter uma importante ausência contra o Arsenal de Sarandí no setor ofensivo. O atacante Osvaldo, que jogou a competição pelo Fluminense, não pode atuar.

Além dele, o zagueiro Néris teve uma lesão detectada na coxa e fica de fora por pelo menos um mês. Já o volante Anselmo, que saiu lesionado na derrota sobre o Vasco, iniciou a transição física e pode retornar aos gramados antes do esperado. O comandante rubro-negro, entretanto, não vai poder ficar no banco de reservas.

Confirmado entre os 11, Diego Souza é a esperança positiva no ataque leonino (Foto: Williams Aguiar/Sport)
Confirmado entre os 11, Diego Souza é a esperança positiva no ataque leonino (Foto: Williams Aguiar/Sport)

O desfalque do treinador se deve ao fato de uma punição, imposta em 2013, quando este ainda estava no Grêmio. A suspensão ocorreu após uma confusão em partida contra o Huachipato-CHI pela Libertadores e o substituto será o auxiliar Júnior Lopes, que assume interinamente no confronto. Mesmo assim, o técnico leonino pede paciência a seu grupo no duelo contra os argentinos, sinalizando a permanência da base.

"Não vamos mudar nosso comportamento. Vamos estudar o que eles irão fazer e, assim, trabalharmos em cima disso. Tem que jogar os 180 minutos para passar para a fase seguinte, mas tem que ter paciência. O Campeonato Brasileiro é diferente da Sul-Americana e, por isso, nós vamos ter que nos adaptar às competições", declarou Vanderlei.

Arsenal modificado para tentar reabilitação

Ainda que tenha feito uma primeira fase altamente positiva, ao bater o Juan Aurich por 8 a 1 no agregado, o Arsenal de Sarandí não teve boas atuações no Argentino. Ficando próximo do rebaixamento ao segundo escalão nacional, o time só evitou o descenso devido ao método usado para definir os rebaixados, que considera edições anteriores.

Sob o comando de Humberto Grondona, filho do ex-presidente da AFA Julio Grondona, a equipe argentina dispensou boa parte do elenco que esteve no Nacional, contratando cinco novos jogadores para o certame continental. São eles Ferreyra, Emiliano Papa, Monteseirín, Contreras e Facundo Cardozo, com os dois últimos ficando de fora da viagem para o Brasil.

Argentinos tentam usar a primeira fase como motivação diante do Leão (Foto: Juan Mabromata/AFP)
Argentinos tentam usar placar da primeira fase como motivação diante do Leão (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Juntam-se ao experiente Papa e os demais, os remanescentes, tal qual Alejandro Rivero, Gonzalo Giménez, Matías Zaldívar, Gonzalo Gómez e Sebastián Lomónaco. Esses, contudo, são formados nas categorias de base e não entram logo como titular no Arse. O comandante, inclusive, destaca o empenho coletivo para impedir a queda como uma arma do seu time.

"Saiu tudo bem e ganhamos. Algumas vezes dá tudo certo e se perde o jogo, mas trabalhamos para que as coisas saiam bem. Por isso, hoje vi um jogo muito bom e no segundo tempo fomos muito superiores ante um adversário como o Tigre, que vinha de dois triunfos. Simplesmente isso que quero ver, todos trabalhando para que as coisas saiam bem", assegurou Grondona.

VAVEL Logo