No Pacaembu, Santos e Fluminense fecham primeira rodada do returno do Brasileirão
Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC

Santos e Fluminense se enfrentam nesta segunda-feira (14), no Pacaembu, às 20h, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Fechando a primeira partida do segundo turno, Levir Culpi reencontra o Flu após deixar o comando do Tricolor Carioca no fim da temporada passada.

Na estreia do Brasileirão, as equipes se enfrentaram no Maracanã e o time de Abel Braga levou a melhor, vencendo o Peixe por 3 a 2. Agora, recuperado após a contratação de Levir Culpi, o Santos busca se manter entre os quatro primeiros colocados. O Flu, por sua vez, tem a necessidade de encontrar a regularidade na competição. 

Levir Culpi promove a volta de Gustavo Henrique e poupa três titulares contra o Flu 

Após exames, Levir Culpi viu-se obrigado a poupar três jogadores importantes da equipe titular do Santos: David Braz, Bruno Henrique e Copete. O zagueiro, é um dos pilares da boa fase do sistema defensivo santista. Os atacantes, por sua vez, protagonizam boa parte dos gols. Ainda na disputa pelas quartas de final da Libertadores da América, o comandante santista poupará os jogadores para evitar futuras lesões musculares. 

Em contrapartida, Levir Culpi promoveu o retorno de Gustavo Henrique, que volta a ser relacionado após quase um ano. O atleta rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e passou por um cirurgia. O camisa 6 tem chances de começar jogando, mas a tendência é que Noguera seja o titular ao lado de Lucas Veríssimo.

Já para as vagas de Bruno Henrique e Copete, Levir Culpi deve promover as entradas de Thiago Ribeiro e Vladimir Hernández. Os volantes Renato e Vecchio, ambos com lesão na coxa direita, seguem em tratamento e estão fora da partida. 

“Quando é uma sequência, o nosso foco é ali. Os jogos com mais tempo são bons para descanso e recuperação. A gente vem com jogadores desgastados. Talvez esse período de um jogo para o outro seja bom para recuperação também”, explicou o zagueiro Lucas Veríssimo, sobre o desgaste físico do elenco santista. 

Para o segundo turno, Flu tenta quebrar sequência irregular

Irregularidade. Essa é a palavra que atormenta tricolores em 2017. Dono de uma das piores defesas, com 27 gols sofridos, na frente, o Tricolor possui um ataque forte, o que mais fez gols no ano até o momento, e o 4º melhor da competição, com 29 gols marcados. O Fluminense também foi um dos clubes que que mais ficaram em igualdade na competição. No total, foram oito, ou seja, o Tricolor praticamente empatou metade dos jogos que fez nesse primeiro turno.

 Os números refletem a posição do Flu na tabela do Campeonato Brasileiro. Como 11º colocado, o Fluminense acumula 26 pontos e está a apenas três pontos do G-6. Paradoxalmente, a equipe comandada por Abel Braga também vê o Z-4 por perto, estando a apenas quatro pontos à frente da primeira equipe fora da zona do rebaixamento, o São Paulo.

Além da irregularidade, outra dor de cabeça para o comandante tricolor são as lesões que assombram o Tricolor das Laranjeiras. Titulares absolutos como Renato Chaves, Douglas e Sornoza, por exemplo, tiveram que deixar o time. Posteriormente, o Flu ainda perdeu mais atletas para o departamento médico, casos de Reginaldo, Pierre, Luiz Fernando, Marquinho, Marcos Calazans, entre outros, dificultando que Abel Braga conseguisse repetir escalações. 

Para a partida diante do Santos, Abel conta com o retorno de Orejuela, suspenso na última rodada, e, com isso, Henrique voltará à sua posição de origem. Na lateral, entretanto, uma novidade: em treinos no CT Pedro Antônio, o comandante tricolor deu indícios que Léo pode voltar à lateral esquerda do Tricolor, no lugar do recém contratado Marlon. 

VAVEL Logo