Náutico se impõe, vence Figueirense e sai da lanterna da Série B
Foi a terceira vitória do Náutico nos últimos 4 jogos (Foto: Luís Prates / VAVEL Brasil)

Na noite dessa terça-feira (15), Náutico e Figueirense se enfrentaram na Arena Pernambuco, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Diferente do histórico em casa na segunda divisão, o Timbu se impôs desde o primeiro minuto e saiu com a vitória pelo placar de dois a zero, com gols de Giovanni e William Batoré.

Com o resultado, o Náutico sai da lanterna da Série B, pelo menos momentaneamente e fica na 19ª colocação, com 17 pontos, seis a menos que o rival Santa Cruz, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Já o Figueirense, permanece na mesma colocação, em 18º com 21 pontos.

Os dois times só voltam a jogar na próxima semana. Enquanto o Timba pega o Ceará no Castelão na sexta (25), o Figueirense só joga no sábado, enfrentando o Guarani em casa, onde não tem se dado bem na competição.

Timbu engole Figueira com dois gols na primeira etapa

Como esperado, o jogo começou truncado, com muitas faltas e erros de passe. Não era para menos, visto a situação dos dois times na tabela. Os primeiros minutos tiveram chances apenas em chutes de longe e bolas paradas, como na cabeçada de Zé Antônio, que a zaga do Náutico tirou na pequena área, evitando assim o primeiro gol dos visitantes na Arena.

E foi assim que o Timbu chegou ao primeiro gol do jogo. Em escanteio batido rapidamente, Giovanni dominou a bola na entrada da área, completamente livre, o que possibilitou que o meia tivesse tempo de ajeitar e bater no canto de Saulo, num chute indefensável, para a festa da torcida alvirrubra. Dois minutos depois, o Náutico quase ampliou, mas a zaga afastou antes de William completar para o gol.

A partir do primeiro gol, o jogo ficou mais aberto, já que o Figueirense precisava da vitória a todo custo. Mas foi o Náutico que novamente chegou com perigo, com mais um chute de Giovanni que levou muito perigo, mas saiu ao lado do gol. Em resposta, Luidy recebeu bom passe de Zé Antônio, mas dominou mal e só conseguiu, sem ângulo, chutar na rede pelo lado de fora.

Diferente dos últimos jogos, o ataque alvirrubro produzia muito e consequentemente as chances se acumulavam. Ávila, de cabeça, sozinho, chegou a perder gol incrível, praticamente embaixo das traves. Mas a persistência do Náutico daria resultado, dessa vez com William Batoré, estreante da noite. Após boa troca de passes, Breno encontrou Batoré de frente para o gol. Mostrando o faro que fez a sua fama de artilheiro, o centroavante não teve dificuldades em ampliar o placar.

Antes de terminar o primeiro tempo, ainda tiveram duas chances para os dois lados. A primeira com Naylhor, que desperdiçou cruzamento de Luidy. A outra e mais perigosa, foi de Gilmar, que se atrapalhou na hora de finalizar e perdeu o terceiro, decretando assim o placar do primeiro tempo, que tinha vantagem tranquila do time da casa.

Panorama não muda e Náutico sai com a vitória

As alterações de Milton Cruz, buscavam mudar a postura do time catarinense na segunda etapa, mas não é o que aconteceu. Foi o Náutico que chegou perigosamente. Erick usou sua habilidade para driblar Juninho e chutar no cantinho. A bola parecia destinada a entrar, mas Saulo fez milagre salvando com a ponta dos dedos.

O Figueirense não conseguia reagir e via o Náutico jogar bem e ser mais incisivo, mesmo com a vantagem no placar. Feliphe Gabriel dividiu com Naylhor, cabeceou e a bola saiu por pouco. Aos 28', nova chance do Timbu e Giovanni não foi capaz de bater Saulo e definir o jogo naquele momento. 

Se já estava ruim para o Figueira, as coisas ainda piorariam. Naylhor recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Isso só deu mais espaços pro Náutico, que tinha em Saulo seu principal adversário, fazendo um novo milagre no jogo. A partir daí, o time pernambucano só precisou controlar o jogo até o fim para conseguir uma importante vitória na luta contra o rebaixamento.

VAVEL Logo