Com gols relâmpago, Guarani bate Santa Cruz e volta a vencer após sete jogos
Foto: Gabriel Ferrari/Guarani Press

Apesar de opostos na tabela, Guarani Santa Cruz duelaram na tarde deste sábado (19), no Brinco de Ouro da Princesa, com a mesma meta: voltar a vencer. Valorizando o fator casa, o Bugre marcou dois gols em dois minutos e bateu por 2 a 0, com Willian Rocha Ewerton Páscoa deixando suas marcas.

Com o resultado positivo após sete rodadas, o alviverde se recupera e chega aos 31 pontos, ficando na 6ª posição e reaproxima do G-4, atrás do Ceará - quarto colocado - três pontos. O tricolor, por outro lado, cai à 17ª colocação e entra na zona de rebaixamento somando 23 pontos ganhos, já que o Luverdense empatou com o CRB no Rei Pelé.

Os times voltam a jogar, pela 22ª rodada da Segundona, só no próximo sábado (26). Os paulistas vão até Florianópolis enfrentar o Figueirense no Orlando Scarpelli, às 19h, enquanto os pernambucanos receberão o CRB no Arruda, em Recife, mais cedo às 16h30 tentando voltar a ficar fora da degola.

Como as equipes entraram em campo focadas em um objetivo, o jogo teve um início eletrizante e os donos da casa indo para cima. Logo com seis minutos de bola rolando, Juninho cobrou bom escanteio dentro da pequena área e Willian Rocha cabeceou estufando a rede. Em seguida, Ewerton Páscoa subiu para testar em uma falta e balançou o barbante coral.

Ainda assim, a partida seguiu bem equilibrada e com ambos chegando com qualidade. O Santa Cruz teve a oportunidade de diminuir o placar, mas esbarrou na falta de pontaria. Anderson Salles cobrou tiro livre e levou perigo em direção à meta do Guarani, tirando tinta do travessão e dando um susto no goleiro.

Nos minutos finais, o Bugre mostrou que tinha mais qualidade dentro das quatro linhas e teve duas boas chances de ampliar a vantagem no duelo. Bruno Nazário arrancou pela direita e puxou para a esquerda, finalizando colocado e acertando a trave. Em sequência, explorando o contra-ataque, Caíque recebeu de Bruno e finalizou fraco, perdendo o momento.

Para a etapa final, os comandantes não realizaram mudanças em seus times, mas a postura dos visitantes foi modificada. Com um minuto de bola rolando, Yuri foi até a linha de fundo e cruzou para Bruno Paulo, que chutou forte e obrigou Vagner a fazer uma bela defesa. No rebote, André Luís chegou em velocidade e isolou.

Mantendo a intensidade no setor ofensivo, o Mais Querido voltou a ter uma boa oportunidade e esbarrou no camisa 1 alviverde. Bruno Paulo tabelou com Grafite e encheu o pé, contudo parou em intervenção de Vágner, que impediu a alteração do placar pela segunda vez em menos de 15 minutos.

Tentando ajustar os problemas cometidos ao longo da segunda parte do confronto, o técnico Vadão promoveu duas mudanças do meio em diante no Bugre. O atacante Rentería, que pouco apareceu, deu lugar a Bruno Mendes e o meia Juninho saiu para entrada de Richarlyson já nos últimos instantes.

Apresentando melhor comportamento no compromisso, os anfitriões tiveram um bom último lance para fechar de vez o caixão coral dentro das quatro linhas. Bruno Nazário cruzou para Lenon e a zaga afastou o perigo. No rebote, Bruno Mendes tentou arrematar de primeira e João Ananias tirou em cima da linha, com Júlio César já vendido na jogada e fora da meta.

VAVEL Logo