Anfitrião indigesto: em Belo Horizonte, Cruzeiro só perdeu para Grêmio uma vez
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

É a hora do "vamos ver", é tudo ou nada. Nesta quarta (23), Cruzeiro e Grêmio vão rolar a bola no Mineirão, às 21h45, valendo pela segunda partida da semifinal da Copa do Brasil. O time celeste precisará vencer por dois gols de diferença ou mais para conseguir a classificação para a final sem depender de penalidades máximas.

Historicamente, Cruzeiro e Grêmio têm fatores que os colocam com o apelido de "time copeiro". Nesta história de encontros, os dois times protagonizaram momentos de grande emoção para o torcedor. Jogando no Mineirão, os cruzeirenses só perderam apenas uma vez, e a VAVEL Brasil vai revisitar essas histórias.

Cruzeiro x Grêmio, Taça Brasil de 1966

Após se enfrentarem no Olímpico e empatarem sem gols no Mineirão, o Cruzeiro venceu o Grêmio por 2 a 1 e garantiu a classificação para a semifinal da Taça Brasil de 1966. Os tricolores saíram na frente com Vieira. Porém, minutos depois, Evaldo igualou o marcador. Tostão fez o gol da virada celeste e da passagem para a fase seguinte.

Foto: Arquivo

 

Cruzeiro x Grêmio, Copa do Brasil de 1993

No primeiro jogo pela decisão da Copa do Brasil de 1993, Cruzeiro e Grêmio empataram sem gols no Olímpico. Na partida decisiva, em Belo Horizonte, o time celeste fez bonito diante de seu torcedor, que lotou as arquibancadas do Mineirão.

O Cruzeiro, que tinha nomes como Paulo Cesar, Luizinho, Nonato e Éder fez bonito diante do Grêmio, que tinha Dener, Carlos Miguel e Charles. Os cruzeirenses saíram na frente com Roberto Gaúcho, que contou com uma "ajuda" incrível do goleiro gremista Eduardo. Os gaúchos empataram com Jamir. Porém, no começo do segundo tempo, Cleison aproveitou o cruzamento de Paulo Roberto e marcou o gol do título da Copa do Brasil de 1993 para os mineiros.

Foto: Arquivo/Cruzeiro

Cruzeiro x Grêmio, Libertadores da América de 1997

Após conseguir a classificação com muita raça e vontade na primeira fase e nas oitavas de final, o Cruzeiro enfrentou o Grêmio, no Mineirão, abrindo as quartas de final da Copa Libertadores da América de 1997. Com o apoio da torcida, o time cruzeirense fez sua parte e anotou 2 a 0 perante os gaúchos, com gols de Elivélton e Alex Mineiro. O resultado ajudou e muito na classificação para a semifinal, já que o Cruzeiro perdeu para o Grêmio, no segundo jogo, em Porto Alegre, por 2 a 1.

Foto: Osmar Ladeia/Especial à VAVEL Brasil

Cruzeiro x Grêmio, Libertadores da América de 2009

Cruzeiro e Grêmio se encontraram na semifinal da Libertadores de 2009. Assim como em 1997, os cruzeirenses fizeram o primeiro jogo e, da mesma forma, conseguiram um bom resultado para o segundo embate, que aconteceu em Porto Alegre.

O Cruzeiro chegou a abrir 3 a 0 no placar. Wellington Paulista fez no primeiro tempo. Na etapa final, Wagner e Fabinho ampliaram a vantagem celeste. No entanto, Souza, de falta, diminuiu para os gremistas. Na partida de volta, mesmo com a vantagem, os cruzeirenses jogaram muito e conseguiram o empate em 2 a 2, credenciando a equipe para a decisão.

Foto: Vipcomm/Cruzeiro

Cruzeiro x Grêmio, Copa do Brasil de 2016

Cruzeiro e Grêmio iniciaram a semifinal da Copa do Brasil brigando pela vaga na final e também pela chance de um outro atingir a hegemonia como o maior campeão do torneio. Até então, ambos ostentavam quatro conquistas.

O Grêmio, comandado por Renato Portaluppi, não se intimidou e fez uma partida altamente inteligente. Usou das falhas cruzeirenses e marcou 2 a 0, com dois gols de Luan. O Cruzeiro, por sua vez, tentou algo, mas não conseguiu. Na partida de volta, em Porto Alegre, ambos empataram em 0 a 0, e os gremistas chegaram à decisão.

Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
VAVEL Logo