Valendo vaga na final, Flamengo e Botafogo voltam a se enfrentar pela Copa do Brasil
Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Inflamados por uma grande rivalidade e visando uma vaga na grande final da Copa do Brasil, Flamengo e Botafogo voltarão a se enfrentar nessa quarta-feira (23), às 21h45. Dessa vez, a partida será realizada no mítico Maracanã, palco de muitas decisões do futebol carioca ao longo da história do esporte no Brasil.

Após um empate sem gols na primeira partida, o confronto está totalmente em aberto e tudo pode acontecer. Por conta desse resultado, o Botafogo tem a pequena vantagem de qualquer empate com gols ser positivo para a sua classificação. O Flamengo, por sua vez, conta com a força de mais de 40 mil torcedores e de um histórico recente animador: o Rubro-Negro venceu três de cinco partidas que jogou no palco do jogo dessa quarta, permanecendo invicto em 2017.

A última rodada do Campeonato Brasileiro foi distinta para as equipes. Jogando na Ilha do Urubu, o Flamengo contou com dois gols da jóia Vinícius Júnior para superar o Atlético-GO por 2 a 0. O Botafogo, por outro lado, foi até Campinas e, apesar de ter mostrado um bom futebol, saiu derrotado pela Ponte Preta por 2 a 1, graças a dois tentos de Emerson Sheik; Brenner completou o placar para o Glorioso.

Apesar disso, o Botafogo vem provando em partidas de mata-mata que é muito perigoso e bem treinado e vem colecionando classificações tanto na Taça Libertadores quanto na Copa do Brasil. Em um ano mágico, a equipe de Jair Ventura faz bonito na competição, eliminando Sport e Atlético-MG nas fases anteriores com atuações convincentes.

O Flamengo não teve o mesmo sucesso que a equipe rival nesse âmbito. Eliminado na fase de grupos da Libertadores, restou a Sul-Americana à disputa. Nessa competição, o Rubro-Negro eliminou o Palestino com facilidade e terá a Chapecoense pela frente. Na Copa do Brasil, porém, a história é diferente a equipe comandada por Reinaldo Rueda deixou Atlético-GO e Santos para trás.

Será o quinto encontro dos rivais esse ano. Até agora, o Rubro-Negro leva vantagem: duas vitórias, ambas pelo Campeonato Carioca por 2 a 1, e dois empates por 0 a 0, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro e o da última quarta-feira (16). Na Copa do Brasil, Botafogo e Flamengo se encontraram na edição de 2013 e a equipe da Gávea, que seria campeã, se classificou com um placar agregado de 5 a 1.

Dúvidas na equipe titular rondam o Flamengo

Titular na primeira partida, o lateral Renê se machucou na partida contra o Atlético-GO, pelo Campeonato Brasileiro, e é um desfalque certo. Para o seu lugar, Reinaldo Rueda tem o substituto natural, Miguel Trauco, como opção, mas também estuda a utilização de Pará no setor, assim como aconteceu no último sábado (19).

A esperança na Gávea é de que o peruano Paolo Guerrero consiga ir para o jogo. Com uma lesão de grau 2 na coxa direita, o atacante está fora desde o início do mês. Mesmo sendo muito difícil, ele será reavaliado horas antes da partida e, caso tudo dê certo, pode aparecer no time titular. “Paolo ontem fez primeiro um trabalho com fisioterapeuta e preparador físico e deu uma reposta muito boa. Hoje também está com mais estímulo, mas o departamento médico não definiu. Amanhã faremos uma última avaliação para saber se podemos contar com ele.” – comentou Reinaldo Rueda.

Sem poder contar com Diego Alves, que foi contratado fora do período de inscrição da competição, e com a expulsão de Alex Muralha na primeira partida, o jovem Thiago será o goleiro titular para essa partida. Além do arqueiro ex-Valencia, o Fla também não pode contar com Éverton Ribeiro, Geuvânio e Rhodolfo.

O colombiano Orlando Berrío, um dos jogadores mais utilizados por Reinaldo Rueda, teve uma boa recuperação após machucar o tornozelo na partida de ida em um lance envolvendo Rodrigo Pimpão e tem grandes chances de retornar ao time titular. O jogador dá uma opção muito produtiva de um contra-ataque em velocidade, a sua melhor característica.

Jair tem a opção de mandar um time mais ofensivo ou defensivo à campo

Com o desfalque de Rodrigo Pimpão, que cumprirá suspensão depois de ter recebido o terceiro cartão amarelo, o treinador Jair Ventura tem duas opções para a posição, mas que são totalmente diferentes: a primeira é de escalar o rápido Guilherme, o que faria com que a equipe ganhasse uma maior amplitude ofensiva; a outra se dá pela utilização de Gilson, que cumpriria uma função tática maior, sendo importante defensivamente para o time.

Além deles, o treinador tem duas opções para a vaga do capitão Joel Carli. Tratam-se de Marcelo e Emerson Silva. O primeiro traria mais velocidade à defesa, por ser mais jovem e ter uma capacidade de movimentação melhor. O segundo, por outro lado, manteria as características do argentino de ter um zagueiro mais alto e experiente, porém lento, no miolo da zaga.

A boa notícia fica pela confirmação de que Leandrinho, que saiu sentindo dores na partida contra a Ponte Preta, será relacionado. Vindo da base do Alvinegro, o jogador vem mostrando ótimas atuações nas últimas partidas, quando foi deslocado para jogar mais atrás, como um volante. Com isso, Jair Ventura ganha uma opção a mais para os lugares de Rodrigo Lindoso e Matheus Fernandes.

“O poder de decisão de grandes jogadores. Guerrero, que não sabemos se joga, o Diego, o Everton, que foi meu jogador aqui. É claro que lá tem trabalho. Mas os grandes jogadores desequilibram em algum momento. Essa é a situação que preocupa. O Vinícius é um jogador diferenciado. Até por isso já foi vendido. Os valores individuais e o talento são o grande pesadelo e tiram o sono do treinador adversário.” – disse o treinador Jair Ventura em entrevista coletiva.

VAVEL Logo