Náutico comemora tempo de trabalho para partida contra Ceará
Técnico Roberto Fernandes vem de bons resultados nos últimos jogos (Foto: Divulgação / Clube Náutico Capibaribe)

Sair da zona de rebaixamento não será uma tarefa nada fácil para o Náutico. Por isso, os dez dias de intervalo do último jogo para a partida contra o Ceará, tem se mostrado essencial para o técnico Roberto Fernandes trabalhar a parte tática, dando a sua cara para a equipe. Foi a primeira vez desde que chegou que o comandante terá tempo para trabalhar.

Apesar disso, não houve tempo hábil para recuperar alguns dos principais jogadores da equipe. Entre eles, o atacante William, que estreou com gol na partida contra o Figueirense, mas que com dores musculares, sequer chegou a treinar para a partida em Fortaleza. Outro que também vivia a expectativa de voltar a jogar é o lateral Ávila, mas o jogador foi reprovado no teste físico e não joga.

Os outros dois desfalques não são surpresas, já que vem desfalcando o time por muito tempo. São eles o lateral David e o zagueiro Léo Carioca. Carioca por sinal, não atua desde o empate contra o Juventude, na 13ª rodada da Série B, com intensas dores no tornozelo. O jogador teve expectativa de voltar nos últimos jogos, mas as dores não cessaram e ele continua o tratamento.

Um fator que pode ajudar a recuperação do Timba no campeonato, é a consistência defensiva dos últimos jogos. Isso se deve não só aos técnicos Beto Campos e Roberto Fernandes, mas a Breno e Feliphe Gabriel, que nas oito rodadas que atuaram juntos, só viram a rede alvirrubra ser barrada três vezes. Segundo Breno, o segredo está no fato que os dois se completam em campo.

"Feliphe é um moleque ainda. Começou a jogar há pouco tempo. Eu sou novo, tenho 25 anos, mas tenho experiência. Não pode ser dois doidos na zaga, né? Tem que ser um normal e um doido. O doido sou eu", brincou.

Jovem goleiro é cria da base alvirrubra (Foto: Divulgação / Clube Náutico Capibaribe)
Jovem goleiro é cria da base alvirrubra (Foto: Divulgação / Clube Náutico Capibaribe)

O goleiro Jefferson, que também vem atuando bem e ganhando consistência depois da saída de Tiago Cardoso, foi um dos que falaram sobre o tempo de trabalho na última semana e de como ele foi importante para os atletas assimilarem o que Roberto Fernandes pede.

"Cabeça boa, tivemos um bom tempo para trabalhar. O professor passou para nós o que quer da nossa equipe para a partida diante do Ceara. É sempre bom ter tempo para treinar, foi uma semana produtiva. Temos a quinta-feira para trabalhar e finalizar a preparação".

VAVEL Logo