Atlético-MG confirma dispensa de André Figueiredo do cargo de superintendente de futebol
André durou 77 dias no cargo (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

O Atlético-MG confirmou, na tarde dessa quinta-feira (24), que André Figueiredo não é mais superintendente de futebol profissional do clube. André se reuniu com a cúpula do time alvinegro e foi comunicado da decisão tomada pelo clube. O ex-superintendente do clube voltará a exercer o cargo de diretor das categorias de base da equipe.

"André Figueredo não é mais o superintendente o Departamento de Futebol Profissional. André continuará a exercer o cargo de diretor das categorias de base", informou o comunicado da assessoria de comunicação do Atlético.

Confirmado como novo gestor do futebol profissional pelo presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, André exerceu o cargo de diretor por apenas 77 dias e foi alvo de críticas pela torcida alvinegra e do ex-jogador da equipe Bernard, que trabalhou com André Figueiredo nas categorias de base. Segundo o meia, André o dispensou duas vezes.

"Grande parte da torcida, ou quase toda, não sabe nem da metade do que eu passei na base, mesmo assim, decidi voltar e ficar. E a partir disso, que graças a Deus as coisas encaixaram, e Deus me abençoou grandemente", afirmou Bernard, no Twitter.

Apesar da decisão, Daniel Nepomuceno afirmou que a culpa pela má fase do Atlético não é só de André, mas de todos que estão relacionados com a equipe.

Existe uma implicância, um questionamento, de uma pessoa do clube, que tem várias taças na base, que tem confiança de todos. A responsabilidade é nossa, minha, do André, do Micale, dos jogadores. Não adianta trazer outra pessoa para colocar a responsabilidade. Temos que sair dessas situações”, comentou o presidente.

Protesto

Nessa quinta-feira, um grupo ligado aos 'Embaixadores do Galo' fez um protesto na porta da Cidade do Galo. Com uma faixa, os torcedores pediam a saída de André Figueiredo e cobraram os jogadores alvinegros. "Fora André Figueiredo", dizia uma faixa. "Salários em dia, CT top... o que falta? Quem não quiser jogar no Galo, peça para sair", mostrava outra faixa.

VAVEL Logo