Internacional recebe Paysandu para manter série de vitórias e assumir liderança da Série B
(Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Jogo que vale a liderança. Na noite desta sexta-feira (25), o Internacional recebe o Paysandu em busca de manter a sequência de vitórias. São cinco na corrida, o recorde da atual Série B e o Colorado quer mais. Caso vença o Papão no jogo das 21h30, o alvirrubro gaúcho chega a 42 pontos e à ponta da tabela de classificação, ultrapassando o América Mineiro.

Para prestigiar esse jogo, é casa cheia no estádio Beira-Rio. Mais de 24 mil ingressos foram vendidos antecipadamente e a expectativa é de público na casa das 40 mil pessoas no reduto colorado. O Inter espera vencer mais uma, após começo de oscilação na Série B. Na última rodada, o Colorado venceu o lanterna ABC fora de casa por 3 a 0.

O Paysandu bateu o Inter no primeiro turno em placar mínimo no estádio Mangueirão. O Papão quer surpreender, subir de seus 27 pontos e se manter longe da zona da degola no campeonato da segunda divisão.

Um turno com Guto Ferreira e equipe se encontrando

O torcedor colorado sabe que não foi fácil chegar para disputar de vez a liderança. Um turno complicado na Série B. Derrotas doloridas, confusões no Beira-Rio mesmo após empates, rodadas fora do G-4. Mas tudo isso parece passado par ao Inter. Guto Ferreira ganhou reforços no time e no elenco, como Cláudio Winck, o meia Camilo e o atacante Leandro Damião. Vem encontrando o Inter ideal para vestir o manto e buscar a liderança da competição.

Após cinco vitórias consecutivas, o Beira-Rio lotado joga a favor e não como pressão. Vencer o Paysandu é o compromisso para assumir a ponta da tabela. O técnico completa exatamente um turno à frente do Colorado e sabe da responsabilidade de manter o bom momento. A entrevista coletiva desta quinta-feira evidenciou isso e Guto Ferreira apresentou um panorama da situação vivida por sua equipe.

"Mais importante é você seguir mantendo diferença sobre o quinto colocado, mais do que ser primeiro. E se puder abrir situações, melhor ainda. O mais importante não é ser primeiro agora. É na última rodada. A primeira colocação fortalece uma série de coisas, mas também te coloca como vidraça. O Inter tem que assumir a responsabilidade de ser vidraça. Existe um querer muito grande. À torcida que vai lotar, é o momento de encontrar paciência. Vamos encontrar uma equipe bem fechada, jogando nos contra-ataques."

Segundo o técnico, os pilares para uma boa vitória em casa serão atenção total, confiança e intensidade no jogo. O provável Inter a campo tem: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, William Pottker, Edenílson, D'Alessandro e Eduardo Sasha; Leandro Damião.

Paysandu com dúvidas para encarar Inter

Os paraenses chegaram a Porto Alegre com a cabeça focada no desafio pela frente. Uma rodada importante para o Papão buscar pontos que poucas equipes vão conseguir roubar daqui para frente. Com 27 pontos, na 13ª colocação, o Paysandu precisa, no mínimo, manter o desempenho para escapar do rebaixamento.

O principal desfalque surgido é do goleiro Emerson. Ele havia ficado de fora do treino de terça-feira, o último antes da divulgação dos relacionados e da viagem ao Rio Grande do Sul. Emerson sentia dores musculares e teve lesão na coxa constatada pelo departamento médico. Marcão é o escolhido para substituí-lo.

De volta à disposição do técnico, o lateral Ayrton e o atacante Bergson podem pintar nos 11 iniciais. Bergson atuou um bom tempo no estado gaúcho e pode ser uma das armas da equipe no Beira-Rio. Ayrton comentou sobre a situação: "Uma partida de suma importância pra gente. Será muito difícil, eles buscam a liderança do campeonato e nós temos que buscar vencer para também subir na tabela. Eu espero conseguir fazer um bom jogo", afirmou.

Os relacionados do Paysandu foram os seguintes:

Marcão Milanezi e Gabriel; Fernando Lombardi, Diego Ivo e Perema; Ayrton, Jean, Lucas Taylor e Perí; Augusto Recife, Nando Carandina, Renato Augusto e Rodrigo Andrade; Fábio Matos e Rodrigo; Anselmo, Bergson, Magno, Marcão e Welinton Junior. O meio-campista Diogo Oliveira, com passagem marcante pelo Brasil de Pelotas, ficou de fora da viagem por escolha da comissão técnica.

VAVEL Logo