Em momentos opostos, Fluminense e Vasco fazem clássico no Maracanã
Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.

Fluminense e Vasco se enfrentam neste sábado (26), às 16h, no Maracanã, vivendo momentos distintos no Campeonato Brasileiro. Sem perder a um mês, quando foi derrotado pelo líder Corinthians, o Tricolor vem embalado pela vitória em casa contra o Atlético-MG e almeja o G-6 – é o oitavo com 30 pontos. Por outro lado, o cruz-maltino não vence há cinco partidas e beira a zona de rebaixamento, em 16º com 25. Pressionado no cargo, o técnico Milton Mendes acabou demitido na última segunda-feira e deu lugar a Zé Ricardo, ex-Fla.

O último encontro entre as equipes aconteceu no primeiro turno do Brasileirão. Na terceira rodada, o Vasco venceu o Fluminense em São Januário por 3 a 2. Luis Fabiano, Manga Escobar e Nenê marcaram para o cruz-maltino, enquanto Henrique Dourado, duas vezes, fez a favor do Tricolor. Relembre.

No histórico de confrontos pelo Brasileiro, o Vasco leva pequena vantagem sobre o Fluminense. Em 57 jogos, foram 19 vitórias vascaínas, 22 empates e 16 triunfos tricolores. Também, o Time da Colina marcou mais gols: 75 contra 71.

A arbitragem do clássico fica por conta de Ricardo Marques Ribeiro (MG). Ele terá como auxiliares Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer, ambos também mineiros.

Abel repete time que bateu o Atlético-MG

Pelo terceiro jogo seguido, o técnico Abel Braga poderá ter o 'luxo' de repetir a escalação no Fluminense – fato raro dentro da competição, devido a lesões, suspensões e negociações. Embora ainda não possa contar com os recém-chegados Robinho, Richard e Romarinho, o comandante se mostrou confiante e espera um 'aproveitamento melhor' do Tricolor contra o Vasco:

''Embalar no Brasileiro é difícil, o que aconteceu com o Corinthians é anormal, o normal é ter tropeços. Para nós, repetir a equipe vai ser muito bom. Vamos para mais um clássico, não tem favoritismo, tem que ter foco, concentração. (...) Nós temos procurado nos superar em cada jogo, porque o nosso coletivo não é forte, você fica dependendo do individual, com várias mudanças. Agora, com essa chance de repetir, espero um aproveitamento melhor. Vai ser um Vasco diferente, e acho que pelo peso, menos badalado do que foi o Botafogo x Flamengo, que era uma semifinal de Copa do Brasil, acho que o Vasco x Fluminense vai ser um jogo mais bonito'', disse Abel Braga.

Um dos artilheiros do Brasileirão com 12 gols, Henrique Dourado marcou duas vezes no último encontro com o Vasco. Mesmo com o adversário em má fase, o camisa 9 espera um confronto complicado: ''O clássico já é sempre difícil e eles vêm de um momento onde essa troca de treinador mexe com o ambiente. Acho que todos os jogadores vão procurar dar uma respostas para o clube, para a torcida, então acho que vai ser um jogo difícil. Tivemos esses dias para estudar o Vasco para que nos possamos fazer o nosso futebol e no sábado conseguirmos uma vitória para que a gente possa subir ainda mais na tabela'', disse.

Sem novidades, o Fluminense deve ir a campo com: Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa; Wellington Silva e Henrique Dourado.

(Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)
Abel reuniu os jogadores na academia no CT Pedro Antônio (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Sem Fabuloso, com Nenê: Valdir Bigode faz mudanças no Vasco

Ainda sem contar com Zé Ricardo, que assumirá a equipe apenas no confronto contra o Grêmio, dia 10 de setembro, o Vasco terá o Valdir Bigode à beira do gramado no clássico deste sábado. Com uma semana cheia para trabalhar, o interino pôde testar alternativas para buscar a vitória no Maracanã e sair da crise.

Se por um lado o cruz-maltino não poderá contar com Luis Fabiano, que vai operar o menisco do joelho direito, por outro, terá o retorno do meia Nenê. O camisa 10 treinou entre os titulares e tem grandes chances de iniciar o clássico. Além disso, o esquema com três zagueiros foi abolido para o tradicional e conhecido 4-2-3-1, com Wellington na vaga de Rafael Marques.

''Expectativa máxima para este jogo. Precisamos do apoio do torcedor. Em São Januário, com o apoio deles, nossa trajetória estava sendo muito boa. Será que não estaríamos brigando pelo G-3 se não estivéssemos perdido o mando? Difícil dizer. Mas se tivermos o crédito da torcida novamente podemos fazer um jogo diferente. Ganhamos no primeiro clássico, isso aumenta nossa responsabilidade. Jogo no Maracanã é bom para nós, é dentro do Rio. É neutro, entre aspas. Dentro do clássico tudo é possível'', disse o zagueiro Paulão.

Sendo assim, o Vasco deve ir a campo com: Martín Silva, Gilberto, Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean, Wellington, Wagner, Nenê e Mateus Vital; Andrés Ríos.

Valdir Bigode e Nenê em treino em São Januário (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)
Valdir Bigode e Nenê em São Januário (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)
VAVEL Logo