Retornos pela frente? Médico do Cruzeiro faz balanço de jogadores afastados por lesão
Ariel Cabral ainda não tirou os pontos da cirurgia no tornozelo e pode não jogar mais em 2017 (Foto: Washington Alves//Light Press/Cruzeiro)

Um departamento que nunca sai de pauta dentro de um clube de futebol é o departamento médico do clube. Rotativo, o setor recebe e despacha jogadores, e no Cruzeiro não é diferente. Em entrevista ao portal Globoesporte.com, o médico celeste Fernando Lopes, que dirige o DM da equipe, atualizou a situação de alguns jogadores do time mineiro, como Manoel e Dedé.

O zagueiro Manoel sofreu uma fratura no pé esquerdo no mês de abril, e até então tem sido incomodado por dores no local. No dia 30 de julho, ele chegou a entrar em campo contra o Vitória, pelo Campeonato Brasileiro, mas ficou por cerca de 40 minutos dentro das quatro linhas e foi substituído ainda no primeiro tempo. O defensor ainda não tem um prazo estipulado para retornar, como comenta o médico Fernando.

"O tempo de consolidação deste tipo de fratura que ele sofreu vai de três a seis meses. Então você pode ter uma evolução mais rápida ou menos rápida. A evolução dele está mais atrasada do que o desejável, mas está evoluindo. Ele complementou o tratamento dele, com outro tipo de tratamento para ajudar a consolidação, e agora vamos observar a sua evolução. Ainda não temos um prazo, vamos esperar este próximo mês, principalmente, com as aplicações de ondas de choque que estamos para complementar o tratamento", disse.

Manoel ainda não tem data para voltar (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

Ainda dentro da zaga celeste, Dedé é outro atleta que segue em tratamentos. O zagueiro da Raposa sofreu um edema ósseo no joelho esquerdo por forçá-lo muito, uma vez que uma grave lesão no joelho direito tirou-lhe dos gramados por muitos meses após o fim de 2014. Segundo Fernando, também não há uma previsão quanto à volta do "Mito" do Cruzeiro.

"O Dedé, clinicamente, não tem nenhum sintoma. Ele está, neste período agora, seguindo um protocolo do tratamento quando existe um edema ósseo, que é a restrição de carga. Não tem nenhum sintoma. Está em fisioterapia. Fez uma última ressonância tem muito pouco tempo, vai fazer uma próxima daqui a algumas semanas para a gente ver a evolução. Mas está correndo bem. Ainda não tem uma perspectiva para começar a treinar em campo", comentou.

Dedé se recupera de edema no joelho (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

O lateral-direito Rafael Galhardo fez uma cirurgia no joelho esquerdo no início deste ano, em fevereiro, e já chegou à Raposa em processo de recuperação. Na transição física e perto de retornar, o jogador ainda não assinou com o clube mineiro, que espera justamente por um avanço em sua situação para estabelecer um vínculo. De acordo com o médico Fernando Lopes, Galhardo não demora a estar apto.

"Está próximo, já está no campo fazendo atividades. Está muito bem, sem sintomas e na reabilitação física. Tem que ver agora com a fisiologia, porque ele está na transição, e agora tem que ver o tempo de condicionamento. Acredito que, daqui a algumas semanas, já estará em campo", afirmou.

Peça importante do meio-campo do Cruzeiro, o volante Ariel Cabral realizou uma cirurgia no tornozelo esquerdo e ainda não retirou os pontos. Ele deve voltar aos treinos em três meses, já na reta final do Campeonato Brasileiro. Como precisará de um período para se recondicionar fisicamente, é possível que não jogue mais em 2017. Segundo médico da Raposa, no entanto, o pós-operatório do volante foi bastante satisfatório.

"Ele está muito bem, fez o primeiro curativo na terça-feira, está com 10 dias só de pós-operatório. O programa dele é que, a partir da semana que vem, vai ter a retirada de pontos, começar a reabilitação programada, mas ainda com imobilização. O tempo de imobilização é de seis semanas. Para, depois sim, poder passar para uma atividade fisioterápica mais intensa. Mas evoluiu muito bem o pós-operatório", pontuou Fernando Lopes.

Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro

O volante Lucas Romero, que vem sendo usado na lateral direita do Cruzeiro, sofreu uma pancada no tornozelo direito, ainda no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Além de ficar de fora da partida de volta frente aos gaúchos, o jogador ainda não jogou contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Romero deve ficar sob os olhares e cuidados do departamento médico celeste durante esta semana para que seja avaliada a dor que sente no lugar.

Rafael Marques se recupera de cirurgia para retirada de uma hérnia (Foto: Geraldo Bubniak/Light Press/Cruzeiro)

O atacante Rafael Marques, que fez uma cirurgia para a retirada de uma hérnia, deve voltar no fim do mês de setembro. ​"Também evoluiu muito bem com a cirurgia dele. A cirurgia que, usualmente, é liberada pelo cirurgião geral, a partir de 30 dias, para aumentar a atividade. Mas nessa semana, agora, ele já começa a aumentar um pouco, principalmente a atividade dele funcional, mas só vai estar mesmo liberado para atividade livre depois de 30 dias", avaliou Dr. Fernando.

Um dos casos mais complicados do departamento médico do Cruzeiro, o atacante Judivan não joga uma partida desde meados de 2015. Após sofrer uma lesão atuando pela base da Seleção Brasileira, o atleta enfrentou lesões recorrentes no joelho esquerdo, o que lhe tirou dos gramados por todo esse tempo. Fernando Lopes afirmou que já neste mês de setembro, o atleta vai enfrentar cargas maiores de treinos.

"O Judivan está evoluindo muito bem, está na reabilitação física. Está fazendo tudo praticamente dentro da parte da reabilitação física. Não tem queixa nenhuma. O joelho está estável, dos dois lados, não tem derrame, nada disso. O que ele precisa é se condicionar. O tempo de condicionamento dele vai variar de acordo com o que ele consiga, porque o desenvolvimento vai ser mais intenso a partir do mesmo próximo agora. Mas está evoluindo muito bem", atualizou.

Judivan enfrentou um sério problema no joelho esquerdo (Foto: Isabelly/Morais)
VAVEL Logo