De volta à Seleção, Cássio afirma: "Espero fazer o melhor para me manter convocado"
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Vivendo um grande momento da sua carreira, Cássio, um dos principais jogadores do Corinthians, líder isolado do Campeonato Brasileiro, voltou a ser convocado para a seleção por conta de suas boas atuações. A última vez que o goleiro foi chamado fora quando Dunga ainda estava no comando. Em uma entrevista coletiva na última segunda-feira (28), o atleta explicou a sensação de voltar a representar o Brasil:

“Tenho que mostrar meu trabalho no que for preciso para ajudar a seleção. Estou mais experiente, mais bagagem, coisas boas e ruins que me fizeram crescer. Me sinto mais preparado. A Copa é só no ano que vem, mas tenho que me preocupar em ser regular no meu clube. E quando tiver a oportunidade, tentar fazer meu melhor para me manter.” – disse o goleiro.

Apesar de estar em uma grande fase e, atualmente, ser um dos melhores goleiros do Brasileirão, Cássio não teve essas mesmas atuações em uma parte do ano passado, quando chegou a ser banco para Walter, o outro goleiro no elenco do Corinthians. O titular do Timão afirmou que podia ser um nome certo em convocações antigas se isso não tivesse acontecido:

“Acredito que sim, mesmo tendo sido um ano de muito aprendizado. Pelas convocações que o Tite vem fazendo prezando pela regularidade, se eu tivesse feito uma temporada boa no ano passado poderia ter sido chamado antes.”  – afirmou.

A posição de goleiro é uma das mais disputadas no atual elenco. Com apenas três vagas e muitos goleiros passando por uma boa fase, o que coloca uma grande concorrência no setor. “Eu acho que o fato de acontecer isso é pela qualidade dos goleiros do futebol brasileiro. Há muitos de qualidade, cinco ou seis goleiros em condições de estar na Seleção, ou até mais. O Alisson vai muito bem quando joga na Seleção, corresponde, por isso vem sendo convocado. Estou muito feliz de representar meu país, espero fazer o melhor para me manter convocado.” – disse.

Alisson, da Roma, foi o goleiro titular na grande parte dos jogos comandados por Tite e é, claramente, a primeira opção do treinador para a posição. Sobre tentar ‘tomar o lugar’ do seu companheiro de equipe, Cássio diz: “Não penso em desbancar, tenho que fazer meu trabalho, fui convocado agora. Estou focado em ajudar, é um grupo muito legal de trabalhar, fui muito bem recebido por todos. Estou aqui para agregar e fazer o melhor para me manter nas próximas convocações.”

Sobre o grande momento que passa no Corinthians, Cássio comentou que o momento de toda a equipe comandada por Fábio Carille ajuda nessa situação: “Treinamento, tentar ver coisas que não me agregavam e deixar para trás, e focar. Meu clube me ajudou muito, a fase em que estamos ajuda bastante. No ano passado foi de muito aprendizado, fui criticado em coisas que errei. Não podemos pensar que são coisas negativas, me fizeram crescer como pessoa e atleta, e consegui voltar à Seleção.”

Sobre a titularidade, Cássio afirma que, se a chance aparecer, ele vai fazer de tudo para manter uma boa impressão: “Sendo regular no clube você pode ser chamado. As chances são maiores de jogar. Estando no clube, fazendo um grande trabalho e estar pronto quando for convocado. Nunca sabemos das coisas no futebol, temos que estar sempre preparados. Na minha carreira as coisas aconteceram e eu agarrei as chances. Se precisar estarei pronto para ajudar.”

O novo camisa 16 da Seleção finalizou a entrevista falando sobre qual é o segredo para chegar à Rússia no ano que vem: “Trabalhando forte no meu clube, não adianta ficar pensando que posso estar numa Copa do Mundo se não fizer meu trabalho bem feito. O que pode me levar à Seleção é o trabalho no meu clube. Agora momento de estar focado na Seleção e trabalhar forte para contribuir com o grupo.”

VAVEL Logo