Em reencontro com reservas no Mineirão, Cruzeiro e Grêmio duelam pela Copa da Primeira Liga
Cruzeiro e Grêmio se encontraram na semifinal da Copa do Brasil e Raposa levou a melhor (Foto: Lucas Uebel / Grêmio)

Cruzeiro e Grêmio desta vez duelam por uma competição menos valorizada, mas em jogo único e desafiador. Em jogo válido pela Copa da Primeira Liga, mineiros e gaúchos voltam a ficar frente a frente em duelo das 21h45 no estádio do Mineirão. Os dois times definiram classificação pelas semifinais da Copa do Brasil, com vantagem à Raposa nas penalidades máximas. O Flamengo será o adversário do Cruzeiro na final em setembro.

Na competição paralela que está na fase de quartas de final, nem Cruzeiro e nem Grêmio priorizam o avanço, mas vão a campo oportunizando atletas a vestirem a camisa e fazerem o melhor possível perante seus treinadores e os torcedores das duas equipes.

O histórico de enfrentamentos aponta vantagem ao Cruzeiro. Os mineiros venceram mais partidas diante do Grêmio e ainda saíram classificados em cinco dos seis mata-matas entre os times. A exceção foi a semifinal da Copa do Brasil 2016. No estádio do Mineirão, são 20 vitórias do Cruzeiro, quatro empates e quatro vitórias do Grêmio.

Mano Menezes propõe equipe alternativa

Após o empate em casa no Brasileirão diante do Santos, por 1 a 1, o Cruzeiro voltou aos treinos com foco na Copa da Primeira Liga. No último treinamento antes do embate contra o Grêmio, Mano Menezes dividiu a equipe em duas frentes na terça-feira.

O time titular atendeu com o seguintes atletas: Rafael; Lennon, Arthur, Digão e Bryan; Nonoca, Lucas Silva, De Arrascaeta e Robinho; Rafael Sóbis e Raniel.

O zagueiro Léo, o meia-atacante Elber, o meia Thiago Neves e o atacante Sassá não participaram das atividades. Enquanto isso, Romero realizava apenas trabalho físico no gramado da Toca da Raposa, monitorado pela comissão técnica. O treinador cruzeirense parou as atividades para orientar os atletas. Contra os titulares da vez, o auxiliar-técnico Sidnei Lobo chegou a participar do treino como zagueiro ao lado de Murilo.

As principais orientações foram em jogadas de bola parada, tanto ofensivamente quanto defensivamente. O desafio em jogo único nas quartas de final fez o técnico precaver problemas nesse tipo de lance.

Sem permitir a gravação de imagens da parte final do treinamento, o fim da tarde marcou o encerramento do apronto. O Cruzeiro joga em casa, diante do torcedor que espera mais uma classificação para a constelação celeste.

Bryan treinou entre os titulares e comentou sobre a partida (Divulgação / Cruzeiro)

O lateral-esquerdo Bryan avaliou a expectativa para o confronto e projeta grande partida: "É um jogo, e todo mundo quer jogar e ganhar. Serve de descanso para quem vem jogando, e para nós, que não atuamos tanto, é importante. A gente quer ser campeão e nada muda no momento. Quem entrar em campo fará o melhor como tem feito sempre”, afirmou.

"É o Cruzeiro dentro de casa mostrando sua força. Vamos entrar para ser campeão. É Cruzeiro e Grêmio, clássico nacional. Os jogos sempre são bons. Quem for ao estádio vai presenciar um bom jogo”, completou o lateral-esquerdo que ganha oportunidade.

Renato Portaluppi não viaja e reservas ganham oportunidade

Foco no Campeonato Brasileiro antes das decisões pela Libertadores. Este é o Grêmio mudando marchas e chaves no ano de 2017. Após utilizar reservas em jogos do campeonato por pontos corridos, chegou a hora de utilizar o grupo de transição e jovens atletas diante do Cruzeiro em Belo Horizonte.

Esvaziada e desprestigiada pelo Tricolor, a Copa da Primeira Liga não agradou desde seu início na temporada e os reservas gremistas ainda conseguiram a classificação às quartas na primeira fase. Diante do Cruzeiro, nem o técnico Renato Portaluppi viajou para Belo Horizonte. Ele fica em Porto Alegre para comandar treinos aos titulares.

Na capital mineira, o time representante do Grêmio deve ser formado por: Léo; Léo Gomes, Rafael Thyere, Bruno Rodrigo e Conrado; Kaio, Machado, Esperon, Jean Pyerre e Patrick; Beto da Silva.

Destaque aos jovens Jean Pyerre e Patrick, que atuaram em treinos com a Seleção Brasileira em Porto Alegre. Dessa forma, ambos observados pelo técnico Tite. Na frente, expectativa por jogo do peruano Beto da Silva, o atleta que muito sofreu com seguidas lesões durante o ano.

VAVEL Logo