Cruzeiro volta a vencer Grêmio no Mineirão e vai à semifinal da Primeira Liga
Arrascaeta sacramentou a vitória celeste (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

A história se repetiu. Na noite desta quarta-feira (30), no Mineirão, o Cruzeiro voltou a desclassificar o Grêmio em uma competição de mata-matas. Em jogo válido pelas quartas de final da Primeira Liga, a Raposa venceu por 2 a 0, com gols de Raniel Arrascaeta.

Agora, o time de Mano Menezes jogará a semifinal do torneio contra o Londrina, que bateu o Fluminense por 2 a 0. Já o Tricolor gaúcho volta suas atenções para o Brasileirão, onde enfrenta o Sport neste sábado (2), em jogo atrasado da 22° rodada.

Cruzeiro pressiona e Léo salva o Grêmio

Jogando com sua equipe de transição, o Grêmio, num 4-5-1, apenas esperou o Cruzeiro em seu campo de defesa, desde o começo do jogo. Isso fez com que os meias do time da casa estivessem com a posse de bola na maior parte do tempo.

Apesar disso, quem teve a primeira chance do jogo foram os visitantes. Em jogada rápida, Patrick desarmou, saiu driblando pela direita e bateu firme, rasante para boa defesa de Rafael.

Mas depois do lance, só deu Cruzeiro: aos 21', Bryan avançou pela esquerda e cruzou para a área. Lucas Silva tocou de cabeça no chão, como manda o manual, e Léo defendeu.

Mesmo com muitos erros de passe e desorganização, o time da casa seguia pressionando, e após vários cruzamentos sem sucesso, teve uma boa chance com Arrascaeta, que após uma sobra na lateral, recebeu cruzamento de Lucas Silva e finalizou de voleio para outra bela defesa de Léo. No rebote, o uruguaio isolou.

O final do primeiro tempo ainda teve mais trabalho por parte do goleiro do Grêmio, que, com segurança, agarrou remates de Raniel Bryan antes do apito final.

Cruzeiro pressiona e marca dois no fim

Com o jogo estrategicamente confortável para ambos os lados, o segundo tempo teve um roteiro muito parecido com o primeiro. O Grêmio ainda tentou ousar mais, voltando com o atacante Dionathã no lugar do volante argentino Esperon.

Logo no primeiro minuto, o time da casa teve uma boa falta, que Arrascaeta cobrou perto, por cima do gol. Pouco tempo depois, os gaúchos deram o troco com Dionathã, que arriscou da entrada da área e viu Rafael encaixar com tranquilidade.

A partir daí, os mineiros voltaram a mandar no jogo, assim como no primeiro tempo. Mesmo com a expulsão do técnico Mano Menezes por reclamação excessiva, o time esteve firme e teve Sóbis arriscando chute cruzado da esquerda para boa defesa de Léo.

Na pressão, a sequência do lance quase teve um final desastroso para o GrêmioRobinho recebeu pelo meio, na entrada da área e arriscou o chute, mas foi prensado. Conrado desviou a bola e ela passou caprichosamente ao lado da trave de Léo.

Tentando mudar o jogo, o time da casa ainda fez outra alteração, colocando Sassá no lugar de Rafael Sóbis. E em sua primeira jogada, o atacante arrancou pela esquerda em velocidade e bateu cruzado, obrigando Léo a se esticar todo para mandar em escanteio.

Nervoso e querendo resolver no tempo regulamentar, o Cruzeiro começou a pressão desordenada, cruzando diversas bolas na área do time gaúcho, sendo todas afastadas. No contra ataque, Jean Pierre quase marcou um golaço para o Grêmio, batendo colocado por cima do gol.

Mas após muita insistência, veio a recompensa da Raposa: aos 44', Sassá fez lindo drible no meio das pernas de Bruno Rodrigo e perdeu a bola. Na sequência, Nonoca dividiu com a zaga e a bola sobrou para Raniel, em um lance acrobático de meia bicicleta colocar a bola no fundo do gol, ainda tocando na trave antes de entrar.

Pressionado, o Grêmio tentou ir para o ataque, mas não teve sucesso. No contra ataque cruzeirense, o cruzamento da esquerda sobrou para Sassá, que finalizou cruzado e viu Arrascaeta marcar o gol que deu números finais ao jogo.

VAVEL Logo