De Volta Redonda a Flamengo: relembre a trajetória campeã do Cruzeiro na Copa do Brasil

É campeão! No Mineirão lotado, o Cruzeiro derrotou o Flamengo, na noite dessa quarta-feira (27), e conquistou sua quinta taça da Copa do Brasil. Após o 0 a 0 no tempo normal, a Raposa fez 5 a 3 nos pênaltis e ficou com o título da competição. O goleiro Fábio defendeu a cobrança de Diego, e Thiago Neves bateu a última penalidade. No jogo de ida, no Rio de Janeiro, houve empate por 1 a 1.

As equipes reeditaram a final da Copa do Brasil de 2003, onde a Raposa sagrou-se campeã ao ganhar a partida de volta, em Minas Gerais, por 3 a 1. Naquela ocasião, o Cruzeiro levantou seu quarto troféu da competição.

VAVEL Brasil relembrou os duelos do time mineiro até então na Copa do Brasil, competição pela qual o clube levantou o quinto troféu - o Cruzeiro se igualou ao Grêmio como maior vencedor da competição. 

Com apenas uma derrota na fase inicial, Cruzeiro avança às oitavas

Em duelo único, o Cruzeiro venceu o Volta Redonda, por 2 a 1, na primeira fase da Copa do Brasil e avançou para a etapa seguinte da competição. Para se classificar, bastava um empate simples, mas a equipe de Mano Menezes venceu com gols, de Robinho e Alisson. 

Na noite que marcou a estreia de Thiago Neves com a camisa celeste, o Cruzeiro não deu chances para os visitantes e ganhou do São Francisco (PA) por 6 a 0, já na segunda fase da Copa do Brasil. O atacante Rafael Sóbis marcou quatro gols e os meias Robinho e Arrascaeta fecharam o placar. Estreante da noite, Thiago Neves deu duas assistências. 

Na terceira fase do torneio, a Raposa enfrentou o Murici, de Alagoas. A primeira partida do duelo contra a equipe alagoana foi fora de casa e o Cruzeiro venceu, sem dificuldades, por 2 a 0. No jogo de volta, os mineiros poderiam até perder por placar simples, que ainda assim garantiriam a vaga na próxima fase. Sem precisar de fazer esforço, os visitantes marcaram dois gols contra e Rafael Sóbis fez mais um para fechar o placar: 3 a 0.

O adversário de maior tradição do Cruzeiro até então veio na quarta fase: o São Paulo. O time celeste foi até o estado paulista para enfrentar o tricolor e venceu a partida por 2 a 0, com um tento de Hudson e gol contra de Lucas Pratto. No jogo de volta, a Raposa perdeu por 2 a 1, mas o resultado ainda colocou o Cruzeiro na próxima fase. Os gols do São Paulo foram marcados por Gilberto e Lucas Pratto, e o único gol celeste foi de Thiago Neves.  

Cruzeiro pega Chapecoense pelas oitavas 

Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Nas oitavas de final da Copa do Brasil, o Cruzeiro enfrentou a Chapecoense, que entrou direto nessa fase porque jogou a Libertadores de 2017. Em jogo disputado no Mineirão, a Rapsoa abriu o placar logo aos dois minutos de partida, com Raniel. Sem grandes emoções, o time mineiro levou a vantagem para o jogo de volta da fase. 

Com confusão no final da partida, o Cruzeiro avançou de fase após empate em 0 a 0 na Arena Condá. Apesar da pressão inicial dos visitantes, os times não alteraram o placar, e o jogo foi marcado pelas reclamações de arbitragem depois da partida.

Raposa avança de fase e reedita duelo contra Palmeiras nas quartas de finais 

Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Depois de deixar para trás a Chapecoense, outro time alviverde caiu no caminho do Cruzeiro. Dessa vez, o Palmeiras foi quem apareceu para disputar o mata-mata com a Raposa, agora pelas quartas de final. Em um jogo de ida eletrizante, os mineiros chegaram a abrir 3 a 0 no primeiro tempo, na Arena Palmeiras, com gols de Thiago Neves aos 6, Robinho aos 19 e Alisson aos 30. No entanto, com 20 minutos da etapa complementar, o Porco já havia empatado com Dudu (2x) e Willian.

No jogo de volta, realizado no Mineirão, Cruzeiro viu Keno abrir placar para o Verdão no início do segundo tempo, deixando os paulistas com a classificação nas mãos. Os mineiros correram atrás da reação e empataram com Diogo Barbosa aos 39 minutos da etapa final. Resultado? Por ter feito mais gols fora de casa (três), a Raposa avançou para a semifinal.

Como em 2016, Cruzeiro x Grêmio na semi

Na última edição da Copa, a Raposa foi derrotada pela equipe gremista, que sagrou-se campeã na ocasião contra o Atlético-MG. No jogo de ida, na Arena do Grêmio, a equipe gremista venceu por 1 a 0, com gol de Lucas Barrios e levou a vantagem para o segundo jogo do confronto. 

Jogando diante de mais de 50 mil pessoas, em Belo Horizonte, o Cruzeiro abriu o placar com tento de Hudson e devolveu o placar de 1 a 0, garantindo a disputa de pênaltis. Na cobrança das penalidades máximas, a Raposa se aproveitou dos erros gremistas e Thiago Neves fechou a sequência, garantindo a equipe na final da Copa do Brasil.

Reeditando a final de 2003, Cruzeiro e Flamengo se enfrentaram pela taça

Foto: Cristiane Mattos/Light Press/Cruzeiro
Foto: Cristiane Mattos/Light Press/Cruzeiro

Após eliminarem Volta Redonda, São Francisco, Murici, São Paulo, Chapecoense, Palmeiras e Grêmio, os mineiros enfrentaram o Flamengo, no dia 7 de setembro, no Maracanã, pelo jogo de ida da final da Copa do Brasil. 

No jogo de ida, no Maracanã, as equipes empataram por 1 a 1 com gols de Lucas Paquetá e Arrascaeta e o título ficou a ser decidido na partida no Mineirão. O Flamengo abriu o placar com gol impedido de Paquetá e Arrascaeta empatou aproveitando a falha do goleiro Thiago.

Jogando diante de mais de 60 mil pessoas, as equipes fizeram jogo truncado no Gigante da Pampuha e não saíram do 0 a 0. A partida foi decidida nas penalidades, onde a Raposa teve 100% de aproveitamento e o Flamengo parou em Fábio, que fez um grande jogo e defendeu a cobrança de Diego.

VAVEL Logo