Thiago Neves ressalta importância de Mano Menezes para o próximo ano: "Ele tem que ficar"
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

De volta aos treinos, o meia Thiago Neves concedeu entrevista coletiva nesta manhã (16), na Toca da Raposa II, e comentou sobre sua grande fase com a camisa celeste. Na atual temporada, o camisa 30 acumula 12 assistências e prevê o duelo contra o Coritiba, na quarta-feira (18), às 19h30, no Couto Pereira, com grandes chances de aumentar essa marca expressiva. 

“Procuro servir quem está melhor posicionado. Não sou fominha. Perto do gol, vejo quem está melhor para finalizar. No último jogo era o Rafa. É isso que está facilitando as assistências. Na bola parada estou caprichando bastante também, a gente tem jogadores com capacidade para fazer os gols. Quem sabe contra o Coritiba uma ou duas [assistências] para atingir essa meta”, disse.

Em 48 jogos, o meia balançou a rede em 13 oportunidades e está a três tentos de se igualar a Rafael Sóbis como artilheiro da equipe na temporada. Apesar dos bons números, Thiago Neves revelou que prefere ser o 'garçom' celeste.

“A obrigação dele [Sóbis] é fazer gols. Eu sou meia, tenho que servir. Rafa, Sassá, esses aí que têm de ser os artilheiros do time. Estou ali para servi-los. Chego devagarzinho, mas não estou preocupado em ser o artilheiro do time. Deixo para o Rafa, até pelo momento ruim que ele estava passando. Fico feliz por ele ser o artilheiro do Cruzeiro nesta temporada”, explicou.

O jogador também reforçou a importância de manter boa sequência no campeonato, já que a distância para o líder Corinthians está diminuindo - o Cruzeiro é o quinto colocado com 47 pontos, 11 a menos que o líder. 

“É o nome de todo mundo que está em jogo. O Corinthians chegou a abrir 20 pontos da gente, agora já estamos encostando. É importante para o clube também ficar com o vice-campeonato. É correr atrás dos outros, torcer por outros tropeços e fazer a nossa parte. Não tem que pensar em ninguém, a gente está tranquilo no campeonato. Se tiver que ser o vice, que seja, está valendo. O título da Copa do Brasil e o vice-campeonato brasileiro estariam de bom tamanho”, comentou.

Com contrato terminando no fim do ano, a permanência do técnico Mano Menezes virou prioridade para a diretoria celeste, e o meia Thiago Neves deu sua opinião sobre a situação. "Se pegar treinador novo, vai ter que montar um time de novo. Vai chegar e não conhece todo mundo. O ideal era que ele ficasse, todo mundo está pedindo para ficar, porque ano que vem a gente quer ganhar esta Libertadores. Ele tem que ficar, tem que dar um jeito de segurar ele aqui", concluiu.

VAVEL Logo