A importância do zagueiro argentino Walter Kannemann ao Grêmio
Kannemann divindo uma jogada com Eduardo em partida valida pelo Campeonato Brasileiro contra o Bahia. Foto: (Lucas Uebel/ Grêmio)

Com tantos ídolos na história do Grêmio, certamente Walter Kannemann já entrou para a lista também. Desde que chegou em Porto Alegre, o zagueiro que foi campeão da Copa Libertadores com o San Lorenzo em 2014 e que no Mundial de clubes irritou Cristiano Ronaldo com sua forte marcação, tem mostrado porque é tão respeitado pelos adversários e passa segurança na defesa com o companheiro Pedro Geromel.

Com a camisa do Grêmio, Walter Kannemann conquistou em seu primeiro ano a quinta Copa do Brasil para o clube gaúcho que já não vencia há quinze anos, classificando para a Copa Libertadores de 2017. Também foi importante no Campeonato Brasileiro, sendo titular em quase todas as partidas, porém, com o foco na Copa do Brasil, o time ficou na 9ª colocação. Todavia, através da Copa nacional, o Grêmio de Kannemann acabou classificado para Libertadores do ano seguinte.

Em 2017, Walter Kannemann começou muito bem sua temporada e ajudou o clube em diversas partidas junto com Pedro Geromel. Pode-se afirmar que a dupla de zaga foi essencial nessa saga que o time de Renato Portaluppi construiu e que certamente ficará marcada na história do Grêmio. Com a camisa do clube gaúcho, Walter Kannemann contabiliza 70 partidas e um gol, quase batendo o seu recorde jogando por um clube, que foi com a camisa do San Lorenzo, clube por onde teve 77 partidas e anotou quatro gols.

Por ser uma pessoa extrovertida fora dos gramados mas focado quando está dentro das quatro linhas, conquistou os corações de todos os torcedores. É visível que o argentino tem tudo para ser um dos melhores zagueiros que já atuaram com a camisa do Grêmio, juntamente com Pedro Geromel. Agora resta saber se Walter Kannemann desejará continuar atuando por mais anos, que certamente é o desejo de qualquer torcedor gremista.

Caso o Grêmio vença a Copa Libertadores desse ano, Walter Kannemann pode ter a oportunidade de enfrentar novamente Cristiano Ronaldo, já que os dois se encontraram quando o San Lorenzo perdeu a disputa do Mundial de Clubes de 2014 para o Real Madrid por 2 a 0. Sua determinação, experiência e entrega em jogos decisivos na Copa Libertadores ajudaram muito o clube, o que já faz de Walter Kannemann um jogador ''cascudo'' e até mesmo líder em alguns momentos, mesmo não sendo capitão da equipe.

A história de Walter Kannemann com a camisa do Grêmio não terminou e provavelmente vai durar muito. Assim espera o torcedor gremista. Podendo ganhar a sua segunda Copa Libertadores com apenas 26 anos de idade, já faz do argentino um verdadeiro exemplo de jogador. A saga continua, e quem sabe Walter Kannemann não faça uma história fantástica pelo Grêmio, sendo lembrado com ícone que passou pela zaga dos tricolores.

VAVEL Logo