Fábio exalta nível do jogo em São Paulo e lamenta empate: "A gente poderia ter evitado"

A alcunha de "muralha", muitas vezes atribuída a Fábio, novamente fez sentido, na noite dessa segunda-feira (30). Apesar de ter sofrido dois gols do Palmeiras no empate do Cruzeiro com a equipe paulista, pela 31ª rodada do Brasileiro, o arqueiro celeste anotou outra boa atuação e evitou um revés mineiro em São Paulo. Após a partida na Allianz Parque, Fábio elogiou o duelo.

"Nós entramos em campo, primeiramente, para glorificar o nome de Deus, que nos dá a oportunidade de vestir uma camisa vitoriosa. Hoje viemos em busca da vitória, a gente poderia ter evitado [empate], mas a equipe está de parabéns contra uma outra grande equipe que enfrentamos fora de casa, com o torcedor deles empurrando o tempo todo. Nosso torcedor também compareceu, a gente ouviu. Foi um grande jogo, digno do jogo da segunda-feira", pontuou.

O duelo contra o Palmeiras foi o jogo de número 740 de Fábio com a camisa do Cruzeiro, expressiva marca que tende a aumentar ainda mais. O arqueiro renovou seu vínculo com o time mineiro até o fim de 2019, estando à frente da meta celeste como titular desde 2005. Fábio já é o atleta que mais vezes defendeu a Raposa na história do clube, tendo conquistado duas edições do Campeonato Brasileiro (2013 e 2014), duas da Copa do Brasil (2000 e 2017), além de cinco taças do Campeonato Mineiro de 2006, 2008, 2009, 2011 e 2014.

+ Por mais dois anos: Fábio renova contrato com Cruzeiro até 2019

Com o resultado fora de casa, o Cruzeiro se manteve na quinta colocação do Brasileiro, agora com 48 pontos. Com chances bastante remotas de título e vaga garantida na Copa Libertadores do ano que vem, a Raposa terá pela frente o Atlético-PR, em jogo marcado para o próximo domingo (5), às 17h, no Mineirão.

VAVEL Logo