Egídio valoriza empate e afirma: "Podemos buscar algo muito maior que o G-4"
Egídio no jogo contra seu ex-time, Cruzeiro (foto: Divulgação/ SE Palmeiras)

Na última segunda (30), o Palmeiras enfrentou o Cruzeiro pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque, com quase 38 mil pessoas.
O jogo terminou empatado em 2 a 2, com gols de Juninho (contra) e Robinho para a equipe celeste. Já os donos da casa marcaram duas vezes com o atacante Borja, que voltou a marcar com Valentim no comando da equipe.

Egídio, lateral esquerdo que completou 100 jogos nesse mesmo jogo contra o Cruzeiro, deu entrevista coletiva na última terça (31) e comentou sobre a atuação da equipe, sobre como se preparar para o clássico contra o principal rival e sobre Miguel Borja, que está em uma crescente no time.

"A importância é a maior possível. A gente sabe da dimensão desse clássico, a gente sabe o que pode ocasionar vencer lá dentro. Essa semana vai ser primordial pra trabalhar e se concentrar mais ainda. Vai ser um superclássico e ganhando lá vai ser a chance de encostar mais ainda no líder. A gente sabe da grandeza desse clássico", disse o lateral, sobre o jogo contra o Corinthians.

O lateral avaliou a atuação de sua equipe e valorizou o empate conquistado pelo Palmeiras: "Eu acho que o jogo de domingo, contra o Corinthians, na casa deles, vai dizer tudo. Nós temos que pensar em se concentrar e ter o foco maior nessa semana, pra gente encarar esse jogo como uma grande final, como a gente tem vindo jogando, a gente tem uma evolução muito grande. Ontem foi um jogo muito bem jogado da nossa parte, se pegar os números, nós fomos superiores ao Cruzeiro. Eles tiveram as oportunidades, a gente ainda mais. A gente sabe que jogar contra o Cruzeiro não é fácil".

Quando questionado sobre o favorito para o clássico, Egídio disse não existir favorito e que é possível sim vencer fora de casa: "É difícil falar em favorito em clássico, tanto jogando em casa como fora. Nós já fomos jogar na casa deles e ganhamos algumas vezes, mas a gente sabe que é difícil jogar lá, eles não são líder em vão.
Mas nós estamos na nossa crescente, nessa reta final. Tá sendo importante pra evolução, o que pode nos garantir coisas melhores do que o que nós estamos pensando. Então é nos preparar, continuar treinando forte pra fazer um grande jogo no final de semana
".

O lateral  comentou a situação do campeonato, que agora tem o líder vendo seu rival tentar encostar na classificação e sobre a disputa ser apenas entre Palmeiras e Corinthians: "O campeonato agora ficou bom, pegando fogo. Essa reta final de jogos são todos finais. Nós estamos numa crescente e parece que eles nesses jogo que não ganham, em uma decrescente. Mas nós estamos com nossos pés no chão e nossa humildade pra dar o melhor nesse clássico. s garantir coisas melhores do que o que nós estamos pensando. Então é nos preparar, continuar treinando forte pra fazer um grande jogo no final de semana".

"Tem outros times que estão atrás também. Tem 7 rodadas, com 21 pontos em disputa ainda, o campeonato ele ainda está aberto. Nós vamos brigar até a última rodada pra que a gente tenha coisas melhores do que o próprio G4", disse Egídio sobre ser o único time a disputar o título contra o Corinthians.

O Camisa 6 também falou sobre Borja, que foi o destaque da partida com dois gols marcados: "Nós estamos felizes com o Borja. Nunca largamos ele de lado, pelo contrário, sempre querendo ajudá-lo. Nesses dois últimos jogo ele vem nos ajudando, ontem fazendo gol e mostrando a vontade e a força dele, tanto que ele roubou uma bola que parecia perdida e quase saiu um gol nosso. A gente quer sempre ajudar, não só o Borja, mas cada um. Um vai correr pelo outro e assim se faz um grupo e um elenco forte".

 

VAVEL Logo