Guia VAVEL do Campeonato Mineiro de 2018: Uberlândia
Fotomontagem: Isabelly Morais/VAVEL Brasil

Historicamente, o Uberlândia é um dos times mais tradicionais do futebol do interior do Brasil. O alviverde do Triângulo Mineiro entra em 2018 buscando reviver as glórias que o colocaram no centro do futebol brasileiro nos anos 1980 e 1990.

Após fazer boa campanha no Campeonato Mineiro do ano passado, o Uberlândia tentará repetir ou melhorar para ser ainda maior em 2018. A estreia do Periquito será quarta-feira (17), contra a URT, de Patos de Minas, no Parque do Sabiá, às 20h30.

Elenco do Uberlândia para 2018

Com novo presidente, Flávio Gomide, o Uberlândia apresentou novidades para os torcedores em 2018. Também pudera, o alviverde do Triângulo Mineiro precisa investir, já que terá pela frente o Estadual, a Copa do Brasil e o Brasileirão da Série D.

Aliando experiência e juventude, a diretoria contratou, entre outros nomes, o goleiro Felipe, ex-Corinthians e Flamengo, e o atacante Ricardinho, ex-Londrina e América-MG. Alguns atletas de 2017 foram mantidos, casos do zagueiro Mauro Viana e o meia Marco Goiano.

Foto: Uberlândia/Divulgação

Destaque: goleiro Felipe

Jogador mais conhecido do elenco, o goleiro Felipe acumula boas passagens por grandes times e títulos importantes. Pelo Corinthians, foi campeão paulista e da Copa do Brasil em 2009. Pelo Flamengo, faturou os títulos do Campeonato Carioca, em 2011 e 2014, além da Copa do Brasil de 2013.

Foto: Divulgação/Uberlândia

Técnico: Paulo César Catanoce

Foto: Inter de Limeira/Divulgação

Paulo César Catanoce tem 53 anos e possui uma carreira extensa como treinador, acumulando passagens por diversos clubes, principalmente do interior paulista.

O técnico comandou o Uberlândia pela primeira vez em 2015 e levou o alviverde do Triângulo Mineiro ao título mineiro do Módulo II, em 2015, retornando à elite mineira após seis anos.

Catanoce deixou o clube, mas retornou em 2016. Em 2017, fez campanha regular e levou a equipe alviverde de volta à disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

Tabela da equipe (data, jogo, local)

17/01 – Uberlândia x URT – Parque do Sabiá
20/01 – Tupi x Uberlândia – Radialista Mário Helênio
24/01 – Cruzeiro x Uberlândia – Mineirão
28/01 – Uberlândia x Villa Nova – Parque do Sabiá
03/02 – Tombense x Uberlândia – Antônio Guimarães de Almeida
10/02 – Uberlândia x América – Parque do Sabiá
18/02 – Boa Esporte x Uberlândia – Dilzon Melo
26/02 – Democrata x Uberlândia – Mamudão
04/03 – Uberlândia x Patrocinense – Parque do Sabiá
08/03 – Uberlândia x Atlético – Parque do Sabiá
11/03 – Caldense x Uberlândia - Ronaldão        

Campanha em 2017: classificação para a Série D de 2018

Em 2017, o Uberlândia disputou o segundo Campeonato Mineiro com objetivos maiores em relação aos do ano anterior. Duas vitórias nas duas primeiras rodadas encheram o torcedor de expectativa. Porém, nas partidas seguintes, quatro derrotas em cinco partidas deram uma água gelada no ânimo da torcida alviverde.

Nas últimas quatro rodadas, o Uberlândia venceu uma partida, empatou duas e perdeu uma, o suficiente para deixar a equipe em sexto lugar no Campeonato Mineiro, com 14 pontos, garantindo a participação na Série D do Brasileirão em 2018.

História da equipe

Em 1º de novembro de 1922, foi fundado o Uberabinha Sport Clube. O nome se deve porque a cidade chamava-se São Pedro de Uberabinha, designação que durou até 1929. Nove anos depois, a equipe local passou a se chamar Uberlândia Esporte Clube.

O Uberlândia disputou o Campeonato Mineiro pela primeira vez em 1963. Foi campeão do interior em 1968 e 1971. Estreou em uma competição nacional em 1978, sendo eliminado na primeira fase. No ano seguinte, fez bonito e surpreendeu muita gente. Avançou três fases e terminou em nono lugar geral.

Foto: Reprodução

A história mais marcante do Uberlândia aconteceu em 1984. Eliminando seus adversários com belas atuações, o alviverde chegou à decisão contra o Remo. Em dois jogos, venceu no Parque do Sabia, por 1 a 0, gol de Vivinho. Na partida de volta, empatou sem gols no Mangueirão, faturando a Taça de Prata de 1984, equivalente a segunda divisão nacional. Com isso, classificou-se para disputar a Taça de Ouro, terminando em 16º lugar.

Nos anos seguintes, disputou o Campeonato Brasileiro nas divisões inferiores e o Campeonato Mineiro. Em 2000, foi vice-campeão do Módulo Verde e Branco da Copa João Havelange, perdendo para o Malutrom, do Paraná.

VAVEL Logo