Venceu, mas não convenceu: Bahia garante triunfo no Campeonato Baiano sobre Jacuipense

Tricolor saiu na frente, cedeu empate, mas conseguiu retomar vantagem ainda no primeiro tempo; apesar do resultado positivo, torcida vaiou equipe no fim do jogo

Venceu, mas não convenceu: Bahia garante triunfo no Campeonato Baiano sobre Jacuipense
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia
Bahia
2 1
Jacuipense
Bahia: Douglas Friedrich; Nino Paraíba (João Pedro, min. 60), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore e Elton; Élber (Zé Rafael, min. 66), Vinícius e Mena; Edigar Junio (Júnior Brumado, min. 70). Técnico: Guto Ferreira.
Jacuipense: Jordan; Paulinho, Jefferson, Lídio e Max; Robson Simplício (Caíque, min. 70), Daniel Costa, Birungueta e Danilo Rios (Eudair, min. 77); Felipe Costa e Índio (Uelliton, min. 46). Técnico: Jonilson Veloso.
Placar: 1-0, Vinícius, min. 27. 1-1, Danilo Rios, min. 35. 2-1, Tiago, min. 44.
ÁRBITRO: Diego Pombo Lopez, auxiliado por Paulo de Tarso Bregalda Gussen e Marcos Welb Rocha de Amorim | Cartões amarelos: Birungueta (JAC, min. 4), Paulinho (JAC, min. 15), Júnior Brumado (BAH, min. 83) e Élton (BAH, min. 89)
INCIDENCIAS: Partida válida pela segunda rodada do Campeonato Baiano 2018, disputada na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA

As duas derrotas nos primeiros jogos da temporada foram suficientes para a pressão vir e o sinal de alerta ser ligado no Bahia. A vitória era necessária para tranquilizar os ares, embora seja ciente que a falta de entrosamento e ritmo sejam características evidenciáveis no começo do ano. Ao fim das contas, alívio mesmo com as vaias. Pela segunda rodada do Campeonato Baiano, o Esquadrão de Aço superou o Jacuipense na Arena Fonte Nova por 2 a 1. Vinícius e Tiago marcaram os gols tricolores, enquanto os visitantes descontaram com o experiente Danilo Rios, no duelo disputado na noite desta quarta-feira (24).

Com o resultado, o Tricolor subiu para a sétima posição, com três pontos, e ganha um pouco mais de tranquilidade para a sequência do Baianão. Por sua vez, o Leão do Sisal fez o primeiro jogo no ano e ficou na oitava posição. A próxima rodada será disputada nesse fim de semana. O Bahia encara o Fluminense de Feira às 17 horas do sábado (27), em Pituaçu; enquanto o Jacuipense irá medir forças contra a Juazeirense no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro/BA, às 16 horas do domingo (28).

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Bahia sai na frente, cede empate e retoma vantagem

Um primeiro tempo movimentado para as duas equipes, que tiveram oportunidades de balançar as redes. A partida começou travada, mas logo os times começaram a se soltar em campo e criar jogadas ofensivas. A primeira boa chance veio com o Jacuipense. Daniel Costa lançou bem para Paulinho. O lateral-direito entrou na área, caiu e pediu pênalti, que a arbitragem não considerou. A resposta tricolor veio poucos minutos depois. Élber recebeu de Edigar Junio, entrou na área com velocidade e bateu cruzado, com perigo.

O Bahia tinha mais posse de bola, trocava passes, mas encontrava dificuldades em finalizar. Os donos da casa tiveram outra oportunidade clara de sair na frente do marcador, quando Elton aproveitou falha da defesa, emendou forte chute e tirou tinta do travessão defendido pelo goleiro Jordan. Depois de tanta insistência, veio o gol do Esquadrão. Em contra-ataque, Élber tocou de cabeça para Edigar Junio, o centroavante logo acionou Vinícius e o meia saiu na cara do gol para driblar o goleiro Jordan e marcar o primeiro tento da partida.

O gol animou os mandantes, que foram ao ataque em busca de ampliar a vantagem. Quase conseguiram quando Élber entrou na área, tentou passe para o meio, mas Paulinho desviou e por muito pouco não fez contra. Jordan salvou. Aos 35 minutos, o Jacuipense chegou ao empate. Tiago recebeu bola recuada, demorou demais e chutou Felipe Costa. A arbitragem assinalou penalidade máxima. Na cobrança, Danilo Rios igualou o marcador. Os visitantes quase surpreenderam novamente e acertaram a trave. Birungueta levantou bola na área, mas a pelota pegou efeito e acertou a trave do goleiro Douglas Friedrich.

A resposta tricolor deu tranquilidade. No lance seguinte, aos 44 minutos, Nino Paraíba cruzou, Tiago subiu sozinho e cabeceou no canto esquerdo de Jordan para recolocar o Bahia na frente do placar. A redenção do zagueiro foi importante, uma vez que a torcida já esboçava vaias pelo resultado do jogo até aquele instante.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Jogo aberto e vitória tricolor

No primeiro lance do segundo tempo, Danilo Rios ajeitou para Robson Simplício. O meia bateu forte e cruzado, perto da trave defendida por Douglas. Embora estivesse atrás no marcador, o Jacuipense estava determinado a ser um visitante indigesto e o técnico Jonilson Veloso realizou modificações para a equipe buscar pontos na casa do adversário.

A primeira chance clara do Bahia demorou a acontecer. Vinícius iniciou contra-ataque, avançou pelo meio de campo, tabelou com Mena e saiu na cara do gol, mas errou o alvo na finalização. Logo em seguida, Edigar Junio recebeu de Élber, avançou e finalizou mal. Era a oportunidade clara para ampliar a vantagem, uma vez que eram três tricolores contra um leonino na área.

Os dois treinadores realizaram modificações com o objetivo de reforçar as suas estratégias para a etapa complementar. Mas houve pouca emoção nos minutos finais. Enquanto o Jacuipense tocava a bola de um lado para outro do campo, sem saber como furar o bloqueio adversário, o Bahia manifestava satisfação com a vitória e pouco procurou o ataque. As duas equipes ainda tiveram uma chance cada. Aos 40, Mena errou na saída, Paulinho ficou com a bola e cruzou. Lucas Fonseca desviou contra a própria meta, mas o goleiro Douglas Friedrich defendeu sem sustos. Aos 45, o Bahia desperdiçou uma excelente chance. Zé Rafael avançou pela direita e tocou para Mena. Sozinho, o chileno finalizou por cima do goleiro e mandou para fora.