Avaí leva susto, mas bate Ceilândia e avança na Copa do Brasil
Rômulo marcou o primeiro dos catarinenses no DF (Foto: Fernando Godoy/Esportes Brasília/Avaí FC)

Com emoção, o Avaí venceu o Ceilândia fora de casa por 3 a 2 e segue vivo na Copa do Brasil. Vavá marcou para os mandantes logo no começo, Rômulo e Luanzinho viraram, mas o atacante do Gato Preto marcou mais um para empatar o jogo. Já no lance final, Luanzinho fez seu segundo no jogo e garantiu a vitória avaiana. Classificado, o Leão vai enfrentar na segunda fase o Juventude, no Alfredo Jaconi, no dia 21 ou 22 de fevereiro.

Pelo Campeonato do Distrito Federal, o Ceilândia volta a campo na quarta-feira (14) contra o Brasiliense, no Abadião, às 16h. Já o Avaí, pelo Campeonato Catarinense, entra em campo na segunda-feira (12), na Ressacada, contra o Tubarão, às 16h.

Ceilândia marca no começo, mas Avaí busca empate

Logo aos 3, Vavá recebeu na entrada da área, bateu no canto e Kozlinski chegou atrasado, vendo o Ceilândia abrir o placar. O Avaí, que jogava pelo empate, teve bastante espaço para trabalhar, mas também cedeu campo para que os mandantes criassem algumas chances no início da partida. A primeira chance do Leão foi aos 8. Após lançamento de João Paulo, Martinuccio recebeu na área e bateu forte, mas mandou por cima.

Mesmo com a vantagem, o Ceilândia conseguiu assustar. Aos 13, Gago tocou para Didão, que arriscou de longe, mas Kozlinski segurou firme. Sem desempenhar uma grande atuação, o Avaí conseguia achar espaços para assustar, mas pecava nos passes e finalizações. Mesmo assim, criou oportunidades.

Aos 15, Alemão tocou na entrada da área e Martinuccio arriscou de fora da área, à esquerda do gol. Dois minutos depois, Maurinho cruzou de pé direito, a zaga não afastou Rômulo apareceu livre no meio da área para empatar o jogo no Abadião. O atacante, contestado pela torcida, não marcava desde 22 de outubro contra a Ponte Preta, pela 30ª rodada do Brasileiro.

O gol de empate do Avaí deu mais calma e controle ao time catarinense, que cedeu poucas chances na reta final da primeira etapa, mas, até pelos muitos erros, nunca parecia totalmente seguro. . A melhor do Ceilândia veio aos 27. Adriano recebeu passe em profundidade de Elivelto, invadiu a área e bateu com efeito, mas à esquerda do gol. O Leão voltou a chegar com perigo aos 36. Maurinho fez jogada pela esquerda e tocou para Martinuccio, que recebeu em boa posição, e chutou forte, mas foi travado por Cocada, e o placar permaneceu empatado para o intervalo.

Avaí vira, toma susto, mas Luanzinho garante classificação

O segundo tempo teve menos emoções e menos chances, com um Avaí conservador em sua proposta e o Ceilândia com poucos argumentos ofensivos. A primeira chance da segunda etapa foi dos mandantes aos 22. Vavá recebeu de Gago dentro da área, finalizou e a bola desviou o Airton, mudando a trajetória da bola e quase morrendo dentro do gol.

Aos 23, Claudinei Oliveira promoveu duas alterações e uma delas deu resultado logo no minuto seguinte. Luanzinho recebeu de Moritz na entrada da área, limpou a marcação e bateu no colocado, no canto, marcando seu primeiro gol como profissional e fazendo 2 a 1. O gol do Avaí fez o time visitante retrair-se mais, e o Ceilândia foi para a pressão na reta final.

Em chute de longe de Ronan aos 32, a bola foi perto do ângulo, mas Kozlinski voou para espalmar. No minuto seguinte, após cruzamento na área, a zaga afastou para frente e Cocada bateu forte, mandando na rede pelo lado de fora, com muito perigo. Já aos 36, Elivelto ficou com rebote de bola alçada na área, e arriscou de canhota, à esquerda do gol.

O Avaí, no contra-ataque, teve grande chance para matar o jogo aos 41: Lourenço avançou pela direita e encontro Getúlio livre na segunda trave, mas o atacante pegou mal de canhota e finalizou muito mal. O castigo veio aos 44. Em sobra na entrada da área, Emerson Santos bateu forte, a bola desviou em Vavá e morreu no canto direito do gol do Leão: 2 a 2.

Já aos 47, o Ceilândia teve grande chance em bola alçada na área, que sobrou na pequena área e Vavá dividiu com o goleiro, mas ficou com Kozlinski. Aí, na sequência, em arrancada pela direita, Getúlio cruzou na segunda trave e Luanzinho finalizou dentro da área, para fazer 3 a 2 e garantir a difícil vitória avaiana na primeira fase da Copa do Brasil.

VAVEL Logo