Noite de Sornoza: meia supera drama familiar, faz três assistências e reencontra bom futebol

Equatoriano supera má fase e quase ida para o banco, faz três assistências e um gol contra o Salgueiro e tem melhor atuação da temporada

Noite de Sornoza: meia supera drama familiar, faz três assistências e reencontra bom futebol
(Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

A camisa 10 parecia ter pesado. O início de temporada de Junior Sornoza foi muito abaixo do esperado. Com a saída de Gustavo Scarpa, o meia assumiu o papel de principal criador da equipe, mas não correspondeu à altura e chegou a perder a titularidade para Robinho. E em meio à crise, a pausa de 11 dias devido a eliminação na primeira fase da Taça Guanabara serviu para que o equatoriano reencontrasse seu bom futebol: três assistências e um gol.

Contra o Salgueiro, a mudança de atitude e posicionamento foi clara. Sornoza, antes isolado no meio de campo, passou a atuar mais à frente, na mesma linha de Marcos Junior. A troca surtiu efeito: mais próximo do gol, teve liberdade para criar, tabelar e se livrar da marcação. Com apenas 20 minutos, foi o autor das assistências para os gols de Gilberto e Marcos Junior. No segundo tempo, serviu para Robinho marcar. No fim, ainda deixou o seu.

A atuação do equatoriano também foi elogiada pelo técnico Abel Braga, que revelou o drama vivido pelo atleta. Seu filho terá de operar as amídalas e passou dias chorando devido a febre e preocupando pelo diagnóstico não apontar a causa. Sornoza, no entanto, não reclamou e teve seu profissionalismo elogiado. Na saída de campo, o jogador preferiu não comentar sobre o assunto.

"Sornoza falou que o filho dele chorava por não saber o que tinha. Descobriu que era e vai operar a amídala. Ele passava as noites chorando. Ele podia falar, mas fez um treino fantástico. Ele mostrou um grau de profissionalismo muito grande", revelou.

Com a vitória, o Fluminense espera o vencedor da partida entre Juventude e Avaí para saber quem será seu próximo adversário na Copa do Brasil. O Tricolor garantiu R$ 1,4 milhões por avançar de fase e já acumula R$ 3,6 milhões na competição. Próximo compromisso será contra o Bangu, dia 21, na abertura da Taça Rio.

(Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)
(Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)