Mancini rechaça culpa sobre expulsões para encerrar Ba-Vi: "Não partiu do banco"
Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

Mancini rechaça culpa sobre expulsões para encerrar Ba-Vi: "Não partiu do banco"

Técnico também lamentou a postura de seus jogadores com as agressões

rudiiellemendes
Rudielle Mendes

Uma vergonha. O que era para ser um clássico repleto de paz e muita disputa técnica em campo, terminou antes do tempo por causa de brigas. Primeiro BaVi de 2018 ficou marcado por nove expulsões e ficou com placar momentâneo de 1 a 1, mas que pode ser alterado pela regra.

Denílson abriu o placar para o leão ainda no primeiro tempo. No início da segunda etapa, Vinícius empatou o jogo de pênalti para o Bahia. E foi aí que começou a discussão generalizada, após o atleta do Bahia ter comemorado o gol em frente à torcida do Vitória.

Isso mesmo, nove expulsões. Kanu, Rhayner, Denilson, Uillian Correia e Bruno Bispo, do Vitória, levaram cartão vermelho. No Bahia os expulsos foram Lucas Fonseca, Vinícius, Rodrigo Becão e Edson, sendo que os dois últimos estavam no banco de reservas. Bruno e Uilliam foram expulsões já após a confusão, fazendo com que o duelo terminasse aos 34 minutos do segundo tempo por falta de jogadores. 

Vágner Mancini falou após a partida. O técnico do leão afirmou que não mandou os jogadores serem expulsos de propósito para acabar com o duelo igualado. "Não. Não partiu do banco. Estávamos falando e chamei várias vezes aos atletas pra que organizássemos melhor a equipe. No momento em que o Jaílson fez as expulsões, nossa equipe tinha um jogador a menos. Tínhamos que fazer uma linha de quatro e uma de três."

"Quando ele expulsou o Correia, eu voltei a chamar os atletas, que estavam distantes, desgastados, eu não conseguia falar com eles e fui muito claro ao Bryan para fazer uma linha de quatro, com dois jogadores à frente da zaga. Não sei por que todo mundo está batendo nisso aí. Eu conheço a regra do futebol, fui atleta, sou técnico há 14 anos, estou há mais de 30 anos no futebol. Não sei porque está se batendo tanto nisso", frisou sobre.

Mancini não gostou das atitudes dos seus jogadores e vai cobrar explicações. "Vamos sentar com todos eles e, se tivermos que punir, os culpados serão punidos. Isso é fato. Mas, quando você entra numa briga generalizada, fica difícil saber quem deu o soco primeiro e quem foi mais errado. Vamos analisar. A gente tem as imagens. O que a gente quer não é simplesmente vir aqui e falar que Vinícius é o responsável maior de tudo isso e lavar a mãos. Temos que olhar as cenas e cobrar dos nossos atletas postura, porque eles vestem a camisa do Vitória."

"Eu acho que, só para finalizar, é lamentável que a gente tenha, no maior jogo do estado, cenas de violência e expulsões dessa forma. Um clássico que tinha tudo para ser um grande jogo e vinha sendo, de repente, acaba de uma forma que todos nós, aqueles que vieram ver o jogo, os que vieram trabalhar, nós aqui no dia a dia, gostaríamos de ver outra coisa. A gente lamenta muito, é um dia vergonhoso para o futebol da Bahia. Ponto. Mas a sequência de jogos, temos dois jogos fora de casa. Tenho inúmeros problemas, porque, além dos cartões vermelhos e expulsões, eu tive vários jogadores que levaram amarelo. Vamos tentar pensar em algo para o jogo de quarta.", falou Mancini quanto à algumas brigas que ocorreu entre torcedores no Barradão.

VAVEL Logo