Em busca de respostas, Flamengo e Botafogo travam duelo pela Taça Rio
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Flamengo e Botafogo farão, neste sábado (3), o segundo clássico dessa Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Apesar de ser mandante, o rubro-negro jogará a partida, que é válida pela 3ª rodada, no Estádio Nilton Santos, lar da equipe de General Severiano, por conta da escassa questão envolvendo as arenas do Rio de Janeiro e o campeonato estadual.

Como a fórmula da Taça Rio é que as equipes enfrentem times que estão em grupos opostos, o Botafogo possui mais pontos que o Flamengo nesse momento, mas a equipe treinada por Paulo César Carpegiani está em uma posição melhor na sua chave. O Rubro-negro possui três pontos até aqui, com uma vitória e uma derrota, e divide a primeira posição do Grupo B com o Vasco, já que as duas equipes estão com a mesma quantidade de saldo de gols (zero).

O Botafogo, por sua vez, somou seis pontos até aqui, mantendo 100% de aproveitamento neste turno, mas não se encontra na zona de classificação para as semifinais da Taça Rio do Grupo C, já que Fluminense, Portuguesa e Boavista, também com seis pontos, estão na frente do alvinegro por conta dos critérios de desempate. Se o campeonato terminasse agora, o Tricolor das Laranjeiras e a equipe da Ilha do Governador estariam classificadas.

Na última rodada, o Flamengo, apesar de ter entrado em campo com alguns jogadores alternativos, sofreu um resultado daqueles que é difícil de esquecer, já que ficará marcado para sempre na história. Jogando um clássico contra o Fluminense, o rubro-negro saiu de campo derrotado por um sonoro 4 a 0, com gols de Gilberto, Pedro e Marcos Júnior, duas vezes.

Já o Botafogo continuou provando que está em uma fase crescente e, mostrando um bom futebol, derrotou a Cabofriense por 'apenas' 1 a 0, já que o goleiro da equipe de Cabo Frio foi providencial para evitar um resultado maior. O atacante Kieza marcou o gol da equipe de General Severiano, o terceiro dele nos últimos três jogos, e garantiu o aproveitamento perfeito para o treinador Alberto Valentim.

A arbitragem fica por conta de João Batista de Arruda, auxiliado por Luiz Antônio Muniz de Oliveira e Gabriel Conti Viana. Até aqui, Flamengo e Botafogo se enfrentaram em 362 oportunidades, com o rubro-negro possuindo uma vantagem, já que saiu vitorioso em 129 partidas, marcando 549 gols ao todo. O alvinegro, por sua vez, ganhou 110 compromissos, com 508 gols, e houveram 123 empates.

Entrosamento é chave para restante da temporada do Flamengo

A equipe rubro-negra vem de um compromisso no meio da semana. Na última quarta-feira (28), Flamengo empatou com o River Plate por 2 a 2 na primeira partida da fase de grupos da Taça Libertadores no próprio Estádio Nilton Santos. Henrique Dourado e Éverton fizeram os gols dos mandantes, enquanto que Rodrigo Mora e Camilo Mayada, nos minutos finais, fizeram os gols da equipe argentina. Com apenas uma rodada, todas as equipes desta chave somam um ponto, já que houveram dois empates.

Apesar dessa partida, o treinador Paulo César Carpegiani deve escalar o que tem de melhor contra o Botafogo, já que ele tem o objetivo de aumentar o entrosamento de sua equipe, visando as próximas partidas da Taça Libertadores. Os desfalques para o experiente treinador serão os colombianos Orlando Berrío, que está machucado, e o volante Gustavo Cuéllar, expulso na última partida, contra o Fluminense. Para o lugar do meio-campista, Jonas deverá receber receber outra chance na formação inicial do Flamengo. 

Dourado marcou seu primeiro gol com a camisa do Flamengo contra o Botafogo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Henrique Dourado marcou seu primeiro gol com a camisa do Flamengo contra o Botafogo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O assunto da equipe jogar com força total foi pauta na entrevista coletiva do treinador Paulo César Carpegiani, que confirmou que é necessário um maior entrosamento. "O que essa equipe precisa é jogar para não ocorrer o que aconteceu na parte final (contra o River Plate), sentir por questões físicas. É o sexto jogo dessa equipe. O que precisam é jogar, jogar e jogar", disse.

Evoluir é o lema da vez no Botafogo

O Botafogo passa por uma situação diferente em relação ao adversário. Eliminado precocemente da Copa do Brasil, o Alvinegro não teve nenhum compromisso durante a semana e, por isso, o treinador Alberto Valentim teve mais tempo para colocar suas ideias para com os jogadores em prática. O técnico chegou ao clube com um cenário de terra arrasada, mas tenta recuperar a boa fase aos poucos, já que o tempo de treinamento é curto.

Kieza está evoluindo com Alberto Valentim (Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)
Kieza está evoluindo com Alberto Valentim (Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)

O treinador, por sua vez, deve manter a equipe que vem jogando e correspondendo nesse período em que está à frente do comando do alvinegro. Será a terceira partida seguida com o mesmo onze inicial. A novidade dessa vez, porém, pode vir do banco: o atacante Leandro Carvalho e o meio-campo Marcos Vinícius foram relacionados pela primeira vez sob o comando de Alberto Valentim e podem aparecer como opções durante a partida. O comandante, porém, conta com alguns problemas na equipe, já que os meio-campistas RenatinhoLeandrinho e Matheus Fernandes estão fora da partida por problemas com lesões.

Indo para seu terceiro jogo à frente da equipe de General Severiano, Alberto Valentim ressaltou que o objetivo, no momento, é ver qualquer tipo de evolução, mantendo o padrão que vem sendo exercido até aqui. "Vamos procurar melhorar nossa forma de jogar, a maneira de marcar, mas não vamos mudar a forma de jogar. Clássico é sempre diferente, tem uma semana diferente, o nível de atenção dos jogadores, o trabalho da imprensa. Carpegiani é um treinador estudioso e será um jogo difícil por ele também", afirmou.

VAVEL Logo