Ídolo do São Paulo, Cicinho anuncia aposentadoria aos 37 anos
Foto: Reprodução / YouTube / São Paulo

A vencedora carreira de Cicinho chegou ao fim: nesta terça-feira (6), o lateral anunciou sua aposentadoria. Um dos grandes ídolos do São Paulo, ele concedeu entrevista coletiva no Morumbi para se pronunciar sobre a decisão.

Segundo o ex-lateral, um problema no joelho foi a principal causa da escolha por se aposentar. Para resolver tal situação, seria necessária uma operação que o manteria parado por vários meses, prejudicando sua qualidade de vida.

"Estou muito feliz com essa decisão, que foi feita junto com minha família. Venho acompanhando esse problema no joelho há um ano, e precisaria de uma cirurgia agressiva. Consultei meus médicos e não achei viável por ter 37 anos. A melhor opção era parar de jogar futebol."

O presidente do clube, Leco, e o superintendente de relações institucionais, Lugano, falaram sobre o recém-aposentado e agradeceram por seu tempo no time. Também foi entregado uma placa e uma camisa de número 2.

Foto: MAURICIO LIMA/AFP/Getty Images
Foto: MAURICIO LIMA/AFP/Getty Images

Alguns ex-companheiros de Cicinho ainda participaram de um vídeo com homenagens, mandando mensagens o amigo. Rogério Ceni, Amoroso e Souza foram algumas das personalidades que agradeceram à oportunidade de jogarem juntos há alguns anos pelo clube.

Pelo São Paulo, o lateral levantou o título do Campeonato Paulista, da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes, todos em 2005. Além disso, foi campeão da La Liga, da Copa e Supercopa da Itália. Já pela Seleção Brasileira, ganhou a Copa das Confederações.

Confira trechos da entrevista coletiva

Sobre seu futuro: "Vou tirar alguns meses para ficar com a família e dedicar para minha esposa e filhas. Tenho um projeto, perto de Goiânia, que é uma escolinha de futebol, um centro esportivo bem completo e bem legal. Não vou dispensar oportunidades de trabalhar no futebol, mas o meu pensamento é o centro esportivo.Tenho até recebido convites para dar palestras em empresas e em eventos com torcedores. Agora é o momento de viajar, pescar, comer um pudim sozinho. A minha esposa está aqui e me cobra muito a boa forma, então posso engordar [risos]".

Perspectivas para a temporada do Tricolor"Sou torcedor, apaixonado pelo São Paulo. Não tem como não pensar nisso. É obrigação ser campeão. Quando eu jogava sabia da minha responsabilidade, topei o desafio e consegui conquistar títulos".

Sobre a falta de algo na carreira"Só me faltou uma coisa como jogador de futebol: um pouco mais de profissionalismo. Eu voltei para o São Paulo para jogar seis meses e faltou um pouco disso. Mas tudo foi superado e tenho portas abertas no clube."

Sobre Brasiliense"Todos ali me abraçaram da melhor forma possível. O Brasiliense financiou meu sonho de jogar futebol, mas eles sabiam da minha condição. Joguei dois jogos, cada um de 70 minutos, e não era o que eu queria. É um clube do bem, onde tenho um carinho especial. Tenho os jogadores como amigos. Peço perdão, mas a minha condição física não permitiu isso. Fica aqui o meu carinho ao clube".

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Reinaldo é diagnosticado com estiramento na coxa e deve ser desfalque no Choque-Rei

VAVEL Logo