Notas: Paquetá e laterais se destacam na goleada do Flamengo sobre Boavista
(Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Notas: Paquetá e laterais se destacam na goleada do Flamengo sobre Boavista

Em mais uma atuação abaixo do esperado, o Rubro-Negro goleou o Boavista por 3 a 0 em Volta Redonda; Rodinei, Renê e Lucas Paquetá foram os principais jogadores no triunfo

rafalisboa
Rafael Lisboa

Nesta quarta-feira (7) em Volta Redonda, o Flamengo derrotou o Boavista por 2 a 0, em partida válida pela 4ª rodada da Taça Rio, e recuperou a liderança do Grupo B do turno. Os gols foram marcados por Rodinei, Diego e Lucas Paquetá. Apesar da goleada, o Rubro-Negro novamente não apresentou um bom futebol. A VAVEL Brasil deu as notas para essa partida:

Julio Cesar: 5,5 - Foi praticamente um espectador da partida. Participou apenas em uma cobrança de falta de Renan Donizete. No restante, cobrou os tiros de metas, e auxiliou na saída de bola. 

Rodinei: 7,5 - Alternou subidas boas e ruins ao ataque. Na defesa, não comprometeu. Fez o gol em bela finalização de primeira, que contou com ajuda do goleiro Rafael.

Juan: 6,0 - Pouco exigido, manteve o bom posicionamento, que lhe é habitual e quase marcou de cabeça.

Rhodolfo: 6,5 - Assim como Juan, foi pouco exigido, e também soube se posicionar defensivamente. Criou a jogada que gerou o escanteio do gol da vitória, com direito a um belo drible e depois cruzou uma bola na cabeça de Éverton Ribeiro.

Renê: 7,0 - Fez a sua melhor partida no ano. Preciso nos desarmes na defesa, conseguiu subir bem ao ataque e deixou Everton na cara do gol, além de participar melhor das construções 

Cuéllar: 6,5 - Atuação segura em seu retorno ao time titular. Preciso na marcação, mostrou habilidade e categoria nos passes.

Lucas Paquetá: 7,5 - Mesmo com uma atuação abaixo da própria média, Paquetá foi o melhor jogador do meio do Flamengo na partida, mostrando talento e muita movimentação. No final foi premiado com um golaço de falta.

Diego: 6,0 - Foi o pior dos quatro meias da equipe. No primeiro tempo, errou praticamente tudo que tentou. Depois do intervalo, passou a ver Éverton Ribeiro e Paquetá controlarem o meio-campo. Marcou mais um golaço de falta na parte final da partida.

Everton: 6,5 - Foi muito exigido, especialmente no segundo tempo, mas pecou nas finalizações, parando em Rafael. Mostrou muito comprometimento na recomposição defensiva.

Éverton Ribeiro: 6,5 - Não fez um bom primeiro tempo, mas melhorou consideravelmente na segunda etapa e chegou a deixar Everton na cara do gol, além de quase marcar um gol de cabeça. Saiu para a entrada de Arão.

Henrique Dourado: 4,0 - Não é um camisa 9 como o Guerrero, e a equipe joga como se estivesse o peruano, exigindo que ele faça pivôs e jogue fora da área, fugindo da característica. Depois do intervalo, teve a sua única, e melhor, chance na partida, mas finalizou completamente torto. Foi substituído na metade da segunda etapa.

Felipe Vizeu: 5,5 - Entrou no lugar de Dourado e mostrou melhor entrosamento com os companheiros, especialmente com Paquetá. Sofreu a falta que resultou no gol de Diego.

Willian Arão: 5,0 - Entrou no lugar de Éverton Ribeiro, mas novamente não conseguiu apresentar o futebol que jogou nos melhores momentos da temporada passada. Foi vaiado pelos torcedores antes mesmo de entrar em campo.

Geuvânio: sem nota - Entrou aos 38 do segundo tempo, no lugar de Everton, e ficou apenas dez minutos em campo. Finalizou apenas uma vez e foi travada pela marcação.

VAVEL Logo

Flamengo Notícias

há 2 dias
há 7 dias
há 7 dias
há 7 dias
há 9 dias
há 10 dias
há 11 dias
há 15 dias
há 18 dias
há 18 dias
há 18 dias