Análise: Fluminense cria pouco, mudanças não surtem efeito e fica no empate sem gols com Vasco
Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Poucas chances claras de gols, falta de inspiração ofensiva e mudanças que não surtiram efeito. Esses foram alguns dos motivos do empate sem gols entre Fluminense e Vasco, na noite desta quarta-feira (7), no estádio Nilton Santos, pela 4ª rodada da Taça Rio. 

Fluminense e Vasco jogaram com esquemas iguais: o 3-5-2. Com isso, o jogo ficou amarrado e a forte marcação das equipes resultou em muitos passes errados. Zé Ricardo tentou frear os laterais Gilberto e Ayrton Lucas utilizando Yago Pikachu e Henrique, e na maior parte do jogo a estratégia funcionou. 

A forte marcação do Vasco resultou numa partida coletiva pouco inspirada do Fluminense, com muitos passes errados. Mesmo assim, os laterais conseguiram se destacar no setor ofensivo. No primeiro tempo, Gilberto criou pelo menos duas oportunidades. A segunda delas foi a mais clara, aos 44 minutos, quando o lateral-direito achou Sornoza livre na segunda trave. Na pequena área, o equatoriano errou o cabeceio e perdeu a chance de abrir o placar. 

No segundo tempo o Fluminense teve apenas uma grande chance, outra vez com Sornoza, que arriscou chute de fora da área e acertou em cheio a trave direita de Martín Silva. O equilíbrio devido aos esquemas iguais fez com que Abel Braga descartasse o sistema com três zagueiros ao tirar Ibañez e colocar Douglas. O treinador ainda tentou dar mais 'gás' a equipe no ataque com as entradas de Robinho e Dudu, mas nenhuma alteração causou efeito na equipe. 

Robinho não entrou bem contra o Vasco (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)
Robinho não entrou bem contra o Vasco (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)
VAVEL Logo