Notas: empate injusto mascara boa atuação do Botafogo; Moisés é destaque individual

Notas: empate injusto mascara boa atuação do Botafogo; Moisés é destaque individual

Marcos Vinícius sai bem do banco e tenta 'cavar' vaga no time titular

gabriel-menezes
Gabriel Menezes

Ainda precisando de resultados para garantir vaga nas semifinais da Taça Rio, o Botafogo visitou o Volta Redonda, no Estádio Raulino de Oliveira, e acabou deixando o gramado com um empate em 1 a 1, que mantém o Alvinegro na terceira colocação do Grupo C.

O resultado pode ser considerado como injusto por muitos que assistiram a partida. Apesar de ter sofrido o primeiro gol, o Botafogo mandou no jogo e pressionou até o fim, parando no goleiro Douglas Borges. Confira as notas dos jogadores da equipe de General Severiano.

Gatito Fernández - Nota 6: A verdade é que o goleiro paraguaio pouco teve de trabalhar. No gol do Volta Redonda, nada pode fazer. Fez excelente defesa logo no começo, em chute de Marcelo, e esteve bem em saídas do gol, até como "líbero", para interceptar contra-ataques.

Marcinho - Nota 5: Foi pouco acionado na primeira etapa, quando o Botafogo explorou mais o lado esquerdo, com Moisés e Pimpão. No segundo tempo, até apoiou bastante, mas não foi eficiente nos cruzamentos.

Marcelo - Nota 5,5: Não comprometeu no sistema defensivo. No lance do gol, ficou indeciso, junto com Igor Rabello, por conta da desvantagem numérica, mas poderia ter tentando fechar a finalização de Mauro.

Igor Rabello - Nota 7: Seguro como sempre, marcou o gol de empate do Botafogo e levou vantagem pelo jogo aéreo, onde tem ficado devendo.

Moisés - Nota: 7,5: Incontestável como o melhor nome do Botafogo no jogo, passeou pela lateral-esquerda na primeira etapa, enquanto fazendo dupla com Rodrigo Pimpão por aquele lado. Na defesa, precisava ter recomposto melhor no gol adversário, mas seguiu como melhor opção da equipe no ataque durante toda a partida.

Rodrigo Lindoso - Nota 5,5: Outro que acabou não fazendo partida tão boa. Jogando mais avançado, enquanto João Paulo recuava para armar o jogo desde a defesa, Lindoso foi importante para liberar o apoio de Moisés, mas acabou prejudicando a fase defensiva do Botafogo.

João Paulo - Nota 6,5: Incansável como sempre, fez de tudo um pouco. Buscou bola entre os zagueiros, desarmou, chegou ao ataque, tentou finalizações de longe e construiu ataques mesmo mais recuado. Acabou não sendo decisivo, mas fez mais uma boa partida.

Leo Valencia - Nota 6: Depois de um primeiro tempo muito ruim, onde o chileno só conseguiu se destacar nas bolas paradas - dessa forma, deu assistência para o gol de Rabello - Valencia cresceu na segunda etapa, quando acabou deslocado para a ponta-esquerda, com Marcos Vinicius jogando mais centralizado. Terminou a partida jogando bem.

Rodrigo Pimpão - Nota 5: Não foi bem. Até apareceu, mas se mostrou muito afobado em algumas definições, perdendo boas oportunidades e desperdiçando boas jogadas. Acabou substituído no intervalo.

Ezequiel - Nota 5,5: Acabou prejudicado por não ter sido muito acionado na primeira etapa. Mostrou habilidade e quase conseguiu marcar, mas caiu de produção no segundo tempo.

Kieza - Nota 6: Brigou muito, principalmente nas bolas aéreas, e criou boas oportunidades pelo alto. Acabou não conseguindo marcar.

Marcos Vinícius - Nota 6,5: Mudou o panorama do time ao entrar no lugar de Pimpão. Foi importante para dar mais criatividade ao meio-campo alvinegro e também "forçou" mudança de posição de Leo Valencia, aumentando o rendimento do chileno.

Luiz Fernando - Nota 5: Entrou no lugar de Ezequiel e pouco apareceu. Mostrou certa falta de entrosamento com Marcinho e sua melhor jogada foi uma falta em cima da risca da grande área que Moisés cobrou em cima da defesa.

Brenner - Sem Nota: Entrou muito no fim e por pouco não conseguiu marcar o gol da vitória. Mas quase não teve tempo para mostrar nada

VAVEL Logo

    Botafogo de Futebol e Regatas Notícias

    há 17 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 20 dias
    há 23 dias
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês