Em jogo morno, Cruzeiro empata com Patrocinense e reencontrará equipe nas quartas do Mineiro

Gol irregular no fim do confronto marcou o empate celeste, que foi as redes com Rafael Marques

Em jogo morno, Cruzeiro empata com Patrocinense e reencontrará equipe nas quartas do Mineiro
Foto: Divulgação/Cruzeiro
Patrocinense
1 1
Cruzeiro
Patrocinense: Neguetti; Angelo, Diegão, Deoclécio e Mateus Mendes; Bruno Moreno, Leomir, Mario César, Diogo (Marcelo Régis) e Ademir (Gênesis); Jeferson (Juninho Arcanjo). Técnico: Wellington Fajardo.
Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Dedé, Digão e Marcelo Hermes; Lucas Silva; Rafael Marques, Bruno Silva (Nonoca), Mancuello e Raniel (Marcelo); Judivan (Sassá). Técnico: Mano Menezes.
Placar: 0-1, min. 71, Rafael Marques. 1-1, min. 84. Gênesis.
ÁRBITRO: Emerson de Almeida Ferreira. Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Márcio Eustáquio Santiago.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Mineiro 2018, realizada no estádio Pedro Alves, em Patrocínio/MG.

Sem muito o que almejar neste final da fase de pontos corridos do Campeonato Mineiro de 2018, o Cruzeiro foi até Patrocínio com uma equipe praticamente reserva e até o treinador foi poupado, já que Mano Menezes também ficou em Belo Horizonte. Resultado? Jogo morno e empate em 1 a 1 com a Patrocinense, em partida válida pela 11ª rodada. Rafael Marques marcou para a Raposa e Gênesis fez o tento de empate dos donos da casa.

Na primeira etapa, o goleiro Neguetti, não chegou a fazer uma defesa sequer, e isso mostra como a raposa teve dificuldades de criar. O jogo foi bastante truncado, e o time da capital até teve mais a bola, porém não conseguia chegar para finalizar. O time do Patrocinense por sua vez, mesmo sem mostrar muita criatividade, chegou ao gol de Rafael por duas oportunidades, porém esbarrou no goleiro azul.

No retorno para o segundo tempo, a equipe do Cruzeiro continuou apática e viu o time do interior crescer. Aos sete minutos, Dedé tirou uma bola dentro da pequena área impedindo o gol do time mandante. Porém, foi só. O jogo voltou a se mostrar fraco tecnicamente até que, aos 26 minutos, Mancuello encontrou Rafael Marques, que dominou no peito, tirou do goleiro e empurrou para o fundo das redes. 1 a 0 Cruzeiro. Esse foi apenas o segundo gol do atacante em sua passagem no clube mineiro.

A partir do gol, a equipe de Patrocínio se viu obrigada a partir pra cima, já que com a derrota, se via fora da zona de classificação para o mata-mata. E em lance irregular, aos 39 minutos, o atacante Gênesis, entrou na área e bateu rasteiro para empatar a partida.

O placar garantiu um reencontro entre as equipes na próxima semana, em dia e horário a serem definidos pela Federação Mineira de Futebol. A vantagem do mando de campo é cruzeirense, devido a melhor campanha da primeira fase.