Recordar é viver: La U para trem-bala vascaíno na Copa Sulamericana
Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

Recordar é viver: La U para trem-bala vascaíno na Copa Sulamericana

No agregado, a equipe do Chile conseguiu 3 a 1 à favor, eliminando o time "sensação" do Brasil naquele ano

Moses98
Gabriel Moses

Apesar de ter conquistado apenas o título da Copa do Brasil em 2011, o ano tornou-se marcante para a torcida vascaína. Com uma grande campanha que levou o time a terminar o Brasileiro na vice-liderança, disputando contra o Corinthians até a última rodada, o Vasco também foi longe na Copa Sul-Americana.

O time comandado por Cristóvão Borges havia garantido sua classificação na semi-final do Torneio, depois do jogo memorável contra o Universitario (PER), onde o Cruzmaltino venceu por 5 a 2. O próximo rival seria o Universidad do Chile. A equipe chilena vinha de uma campanha excepcional, onde havia tomado apenas um gol em quatro jogos. Conhecida como LaU, os chilenos também eliminaram o Flamengo nas oitavas de finais da Competição, aplicando um chocolate em pleno solo Brasileiro: 4 a 0 encima dos rubro-negros. Depois, ganhariam novamente, por 1 a 0, passando para a próxima fase com 5 a 0 no agregado.

Com a primeira partida em São Januário, o Clube carioca foi com tudo pra cima da LaU. Jorge Sampaoli, atualmente técnico da Seleção Argentina, costumava colocar sua equipe pra frente, não jogando apenas na defesa esperando um contra-ataque. Logo, o jogo ficou aberto para os times. No primeiro tempo, a atuação dos vascaínos foi intensa. Após várias tentativas, Allan descolou um passe na entrada da área chilena. A defesa acabou desviando a bola, que sobrou para Bernardo, livre de marcação, chutar cruzado para abrir o marcador: 1 a 0. Na volta para a etapa complementar, o Vasco até pressionou, mas foi pouco eficiente. 

Cansado, o time de São Januário viu a LaU crescer na partida e o maior destaque do segundo tempo foi Fernando Prass. Era questão de tempo para aparecer o gol dos visitantes. E apareceu. Aos 33 minutos, numa bola alçada para área de Prass, González deu um toque sutil na bola, tirando o goleiro vascaíno da jogada: 1x1. A partida terminou para o Vasco com sabor de derrota.

Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

No jogo de volta em Santiago, no Estádio Santa Laura, os chilenos dominaram a partida do início ao fim. Jogando com o apoio da torcida e com um time muito veloz, a LaU marcou seu primeiro gol com Canales, aproveitando um rebote de Prass no chute de Aránguiz. Após o fim do primeiro tempo, Cristóvão trocou Juninho Pernambucano pelo atacante Leandro, com o objetivo de lançar o Cruzmaltino pra frente. As alterações surtiram o efeito, porém, o treinador vascaíno não contava que iria jogar com um jogador a menos. Aos 24 minutosFágner acerta uma cotovelada em Canales. O Árbitro viu o lance, e expulsou o atleta com um vermelho direto. Logo depois, os chilenos ampliaram a vantagem com um gol de Vargas, a estrela daquele time. Final feliz para a Universidad de Chile. 2 a 0 para os anfitriões, que enfrentariam naquela ocasião a LDU, onde venceriam as duas partidas das finais e tornariam-se campeões invictos da Copa Sul-Americana.

Vasco e LaU se reencontram nesta terça-feira às 19h30, em São Januário. Desta vez, ambas as equipes medirão forças disputando a primeira rodada da Fase de Grupos da Copa Libertadores da América.

 

 

 

 

VAVEL Logo

    Club de Regatas Vasco da Gama Notícias

    há 4 dias
    há 4 dias
    há 7 dias
    há 7 dias
    há 7 dias
    há 9 dias
    há 9 dias
    há 10 dias
    há 10 dias
    há 11 dias
    há 13 dias