Recordar é viver: La U para trem-bala vascaíno na Copa Sulamericana
Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

Recordar é viver: La U para trem-bala vascaíno na Copa Sulamericana

No agregado, a equipe do Chile conseguiu 3 a 1 à favor, eliminando o time "sensação" do Brasil naquele ano

Moses98
Gabriel Moses

Apesar de ter conquistado apenas o título da Copa do Brasil em 2011, o ano tornou-se marcante para a torcida vascaína. Com uma grande campanha que levou o time a terminar o Brasileiro na vice-liderança, disputando contra o Corinthians até a última rodada, o Vasco também foi longe na Copa Sul-Americana.

O time comandado por Cristóvão Borges havia garantido sua classificação na semi-final do Torneio, depois do jogo memorável contra o Universitario (PER), onde o Cruzmaltino venceu por 5 a 2. O próximo rival seria o Universidad do Chile. A equipe chilena vinha de uma campanha excepcional, onde havia tomado apenas um gol em quatro jogos. Conhecida como LaU, os chilenos também eliminaram o Flamengo nas oitavas de finais da Competição, aplicando um chocolate em pleno solo Brasileiro: 4 a 0 encima dos rubro-negros. Depois, ganhariam novamente, por 1 a 0, passando para a próxima fase com 5 a 0 no agregado.

Com a primeira partida em São Januário, o Clube carioca foi com tudo pra cima da LaU. Jorge Sampaoli, atualmente técnico da Seleção Argentina, costumava colocar sua equipe pra frente, não jogando apenas na defesa esperando um contra-ataque. Logo, o jogo ficou aberto para os times. No primeiro tempo, a atuação dos vascaínos foi intensa. Após várias tentativas, Allan descolou um passe na entrada da área chilena. A defesa acabou desviando a bola, que sobrou para Bernardo, livre de marcação, chutar cruzado para abrir o marcador: 1 a 0. Na volta para a etapa complementar, o Vasco até pressionou, mas foi pouco eficiente. 

Cansado, o time de São Januário viu a LaU crescer na partida e o maior destaque do segundo tempo foi Fernando Prass. Era questão de tempo para aparecer o gol dos visitantes. E apareceu. Aos 33 minutos, numa bola alçada para área de Prass, González deu um toque sutil na bola, tirando o goleiro vascaíno da jogada: 1x1. A partida terminou para o Vasco com sabor de derrota.

Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

No jogo de volta em Santiago, no Estádio Santa Laura, os chilenos dominaram a partida do início ao fim. Jogando com o apoio da torcida e com um time muito veloz, a LaU marcou seu primeiro gol com Canales, aproveitando um rebote de Prass no chute de Aránguiz. Após o fim do primeiro tempo, Cristóvão trocou Juninho Pernambucano pelo atacante Leandro, com o objetivo de lançar o Cruzmaltino pra frente. As alterações surtiram o efeito, porém, o treinador vascaíno não contava que iria jogar com um jogador a menos. Aos 24 minutosFágner acerta uma cotovelada em Canales. O Árbitro viu o lance, e expulsou o atleta com um vermelho direto. Logo depois, os chilenos ampliaram a vantagem com um gol de Vargas, a estrela daquele time. Final feliz para a Universidad de Chile. 2 a 0 para os anfitriões, que enfrentariam naquela ocasião a LDU, onde venceriam as duas partidas das finais e tornariam-se campeões invictos da Copa Sul-Americana.

Vasco e LaU se reencontram nesta terça-feira às 19h30, em São Januário. Desta vez, ambas as equipes medirão forças disputando a primeira rodada da Fase de Grupos da Copa Libertadores da América.

 

 

 

 

VAVEL Logo

    Club de Regatas Vasco da Gama Notícias

    há 10 dias
    há 14 dias
    há 16 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês