RELEMBRAR É VIVER:  O Tricampeonato do Santa Cruz contra Sport na Ilha do Retiro

Com gols de Flávio Caça-Rato e Sandro Manoel o Time do Povo conquistou o Tricampeonato no Estadual de 2013

RELEMBRAR É VIVER:  O Tricampeonato do Santa Cruz contra Sport na Ilha do Retiro
Ao final do primeiro tempo o atacante da equipe Coral Flávio Caça-Rato foi expulso

Não era um dia comum no Recife, era o dia de Clássico das Multidões e da final do Campeonato Pernambucano de 2013. Fazendo uma rápida analogia, 2013 foi o ano do Tricampeonato do Santa Cruz em cima do rival Sport, que um dia após a partida, 13 de Maio, comemoraria mais um ano de fundação, contudo, a festa no Estádio Adelmar da Costa Carvalho, ou melhor, Ilha do Retiro, terminou em preto, branco e vermelho.

No primeiro jogo realizado no Arruda e com um público de mais de 30 mil pagantes, o Santa Cruz levou a melhor e venceu o Sport por 1 a 0. No embate, o gol saiu dos pés do Artilheiro Coral Dênis Marques, no final do primeiro tempo de bola; dessa forma, o Tricolor jogaria pelo empate na Ilha para conquistar mais um título, enquanto os Rubro-Negros precisavam vencer por qualquer placar para adiar o sonho Coral.

Chegado o domingo 12 de Maio, quando 26.806 torcedores estavam presentes na Ilha do Retiro, de um lado os donos da casa, o Leão da Ilha, do outro, a Cobra Coral, fizeram uma partida memorável na história do Futebol Pernambucano. A festa nas arquibancadas e o clima de tensão dentro das quatro linhas foram os temperos essenciais para o confronto. Para o Sport era vencer ou vencer, para o Santa Cruz o empate ou a vitória consagraria a equipe do Arruda.

Naquela tarde brilharam dois atletas inesquecíveis para a história do Santa Cruz, o goleiro Tiago Cardoso e o atacante Flávio Caça-Rato, ou o CR7 do Arruda. No primeiro tempo da partida, Caça-Rato conseguiu se destacar por dois lances, o gol, aos 25 minutos, que aumentou a vantagem da Cobra Coral e a expulsão antes do intervalo.

Sem o xodó da torcida, o Santa Cruz voltou para o segundo tempo com um jogador a menos e viu o Sport levar pressão para o gol Tricolor, porém, o outro destaque da partida estava lá para evitar as investidas do Leão, o capitão da equipe Tiago Cardoso mostrou-se confiante e fez grandes defesas. O tempo foi passando e as tentativas frustradas do Time da Abdias não funcionavam. Após o drible de Sandro Manoel em cima de Moacir e Reinaldo, o volante finalizou e marcou o segundo gol da partida para alívio do Time do Povo. Desse modo, a volta olímpica deu-se dentro da casa do rival e a conquista do Campeonato Pernambucano de 2013 foi do Time das Três Cores.

Cinco anos depois do Tricampeonato, o Santa Cruz visita o Sport na Ilha do Retiro em busca da classificação para as semifinais do Campeonato Pernambucano de 2018. Após o rebaixamento, novamente, para a Série C e um início de Estadual aquém do esperado, a equipe do Técnico Júnior Rocha busca a redenção na partida da próxima quarta-feira (14) e, quem sabe, se inspirar nas conquistas anteriores da Cobra Coral para se classificar e entrar no arquivo memorialista do Arruda.

A equipe Tricampeão do Santa Cruz de 2013 foi escalada pelo Técnico Marcelo Martelotte com Tiago Cardoso; Everton Sena (Nininho), William Alves, Renan Fonseca. e Tiago Costa; Anderson Pedra, Luciano Sorriso, Raul e Renatinho (Tozo); Flávio Caça-Rato e Dênis Marques (Sandro Manoel).

Já o Sport treinado por Sérgio Guedes foi escalado com Magrão; Cicinho (Moacir), Gabriel, Mauricio (Mateus Lima) e Reinaldo; Tobi, Rithely, Lucas Lima e Felipe Menezes (Érico Júnior); Marcos Aurélio e Felipe Azevedo.