Joinville apresenta técnico Matheus Costa como substituto de Rogério Zimmermann
Foto: (Beto Lima/JEC)

Joinville apresenta técnico Matheus Costa como substituto de Rogério Zimmermann

Novo contratado comandou o Paraná no acesso da Série B para a Série A no ano passado

vfeistler
Valéria Possamai

O Joinville está sob novo comando técnico. Na tarde de terça-feira (13), Matheus Costa foi apresentado como comandante da equipe para os próximos compromissos. O profissional de 31 anos se destacou no ano passado, quando conquistou o acesso da Série A pelo Paraná Clube e substituiu o demitido Rogério Zimmermann.

Apesar de ser um nome pouco conhecido, o novo treinador já teve passagem como analista de performance nas categorias de clubes como Coritiba, Internacional e Fluminense.

Além disso, a carreira de Matheus também é marcada pela conquista da volta do Paraná Clube à elite do futebol brasileiro, após uma década. O treinador esteve à frente da equipe, que no ano passado terminou em quarto lugar na Série B do Campeonato Brasileiro e assegurou uma vaga para a disputa da Série A, nesta temporada.

Na passagem pelo clube, atuou como auxiliar-técnico ao lado dos técnicos Wagner Lopes, Cristian de Souza e Lisca. Após a demissão deste último treinador, foi técnico interino por duas rodadas e, após, foi efetivado como treinador da equipe. Oficialmente como comandante, treinou a equipe em 13 oportunidades, conquistando seis vitórias, três empates e quatro derrotas. 

Matheus deixou o Paraná no fim do ano passado, após negar a proposta do clube para voltar ao cargo de auxiliar-técnico em 2018.

Demissão de Zimmermann

O anúncio da demissão do técnico Rogério Zimmermann ocorreu na noite da última segunda-feira, em comunicado no site oficial do clube. Em nota, o JEC confirmou a saída do então comandante, do gerente executivo de Futebol, Carlos Kila, do preparador físico João Beschorner e o auxiliar técnico Zeca Martins.

Em sua passagem pelo time, Zimmermann dirigiu o time em 19 partidas, sendo quatro na Copa Santa Catarina, duas na Copa do Brasil e 13 no Campeonato Catarinense. No total, foram 8 vitórias, 5 empates e 6 derrotas, resultando em um aproveitamento de 50,9% em oito meses.

VAVEL Logo