Atlético-PR empata sem gols com Londrina e garante classificação no Campeonato Paranaense
Foto: Fabio Wosniak/ Site oficial CAP

Atlético-PR empata sem gols com Londrina e garante classificação no Campeonato Paranaense

Apesar de ser um jogo com muitas chances de gol, o placar ficou inalterado graças à boa exibição dos goleiros

luan-amaral
Luan Amaral
Atlético-PRCaio; Diego, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi (Vitor Naum, min. 87); Deivid e Bruno Guimarães; João Pedro; Alex Sandro (Yago, min. 82), Marcinho e Ederson (Demethryus, min. 66). Técnico: Tiago Nunes
LondrinaAlan; Lucas Ramon, Luizão, Lucas Costa e Roberto; Moisés, Lorenzi, Romisson e Thiago Primão (Rodrigo Figueiredo, min. 72); Marcelinho e Wesley (Miullen, min. 61). Técnico: Marquinhos Santos
ÁRBITRORodolpho Toski Marques (PR). Cartões amarelos: Bruno Guimarães (min. 41), Alex (min. 46) , Léo Pereira (min. 51); Lucas Ramon(min. 22), Lorenzi (min. 54), Luizão (min. 64), Moisés (min. 78) Cartão vermelho: Marcelinho (min. 81)
INCIDENCIASQuarta rodada da taça Caio Junior, segundo turno do campeonato paranaense. Foi realizada na Arena da Baixada.

O Atlético-PR conquistou neste domingo (18), sua classificação para a semifinal da Taça Caio Junior, segundo turno do Campeonato Paranaense, depois de empatar com o Londrina na Arena da Baixada. Apesar de um jogo com muitas chances, o placar se manteve inalterado graças à trave e a atuação de alto nível dos goleiros. Alan, goleiro do Londrina foi o destaque da partida. Mesmo sem conseguir a vitoria o Furacão está matematicamente classificado com uma rodada de antecedência. O Londrina ainda briga por vaga.

O jogo começou com o time do Londrina marcando alto e dificultando a criação de jogadas do Furacão. O primeiro lance de perigo só surgiu aos catorze minutos do primeiro. Éderson chutou cruzado e Alan fez ótima defesa. O Tubarão respondeu em dois lances que levaram perigo a meta atleticana. Aos dezenove minutos, Marcelinho recebeu em um rápido contra ataque e chutou rasteiro, obrigando o goleiro Caio a fazer boa defesa; na sequencia em cobrança de escanteio, Lorenzi cabeceou e acertou o travessão.

Aos vinte e dois minutos foi a vez do Furacão acertar a trave. João Pedro cobrou falta fechada na área e Zé Ivaldo cabeceou firme no travessão. O jogo era aberto, ambas as equipes buscavam o gol e criavam diversas chances. Aos trinta e três minutos o Atlético voltou a ser perigoso, novamente em lance de bola parada. Em cobrança de escanteio batido por João Pedro na segunda trave, Éderson cabeceou muito perto do gol do goleiro Alan, logo em seguida em  falta cobrada por João Pedro, Zé Ivaldo teve liberdade mais uma vez dentro da área e levou muito perigo. 

Os lances de bola parada do Furacão eram quase sempre perigosos, mas isso não assustava a equipe do Tubarão, que continuava criando chances. Thiago Primão trocou passes com Marcelinho, que arriscou o chute, obrigando Caio a fazer boa defesa. Os dois goleiros se destacaram no primeiro tempo e apesar das equipes criarem diversas chances, os arqueiros e a trave mantiveram o placar no 0x0.

Nos 45 minutos finais, o Tubarão retornou com Marcelinho, que era o jogador mais perigoso do Londrina arriscando a jogada individual e chutando no gol. A bola passou perto e levou perigo. As duas equipes diminuíram o ritmo forte do primeiro tempo, o time do Londrina mais uma vez esteve perto de abrir o placar. Thiago Primão cobrou o escanteio, Lucas Costa cabeceou e Breno Guimarães salvou a equipe da casa em cima do gol. 

O Furacão não encontrava meios para entrar na defesa adversária, e as bolas paradas já não eram tão perigosas como na primeira etapa. Zé Ivaldo teve liberdade pela terceira vez no jogo e parou de novo no goleiro Alan. Apesar da bela defesa o lance já estava parado por impedimento. O treinador Thiago Nunes buscava de todas as formas furar a defesa londrinense, mas as mudanças não surtiram o efeito esperado.

Com um jogador expulso, o Tubarão viu sua situação se complicar no jogo. Marcelinho acertou um tapa em Breno Guimarães e levou vermelho direto. A expulsão animou o time rubro-negro que pressionou a equipe de Londrina no final da partida. Vitor Naum, que tinha entrado a alguns minutos no lugar de Renan Lodi recebeu a bola após desvio de Léo Pereira e tinha tudo pra marcar. Luizão chegou antes e salvou o Tubarão.

Aos quarenta e oito minutos, o time paranaense teve sua ultima chance no jogo. João Pedro cruzou a bola na área, Yago teve tempo de dominar e chutar rasteiro, mas Alan, que fez bela partida, fez mais uma ótima defesa e salvou o Tubarão da derrota. Fim de jogo na Arena da Baixada.

Apesar do empate, o Furacão está garantido na semifinal, assim como aconteceu na Taça Dionísio Filho. Naquela ocasião a equipe acabou sendo eliminada nos pênaltis pelo Rio Branco. Com dez pontos, a equipe segue líder do grupo B e ainda invicto na competição. Já o Londrina, com esse empate caiu para a quarta posição, com cinco pontos.

As duas equipes voltam a campo pela ultima rodada da Taça Caio Junior às 21h45 da próxima quarta-feira (21), data escolhida para todos os jogos da ultima rodada. Enquanto o Furacão encara o Toledo, no estádio 14 de Dezembro. Já o Londrina recebe o Rio Branco no Estádio do Café.

VAVEL Logo

    Atlético PR Notícias

    há 2 dias
    há 2 dias
    há 2 dias
    há 3 dias
    há 8 dias
    há 9 dias
    há 9 dias
    há 9 dias
    há 13 dias
    há 13 dias
    há 15 dias