Avaí cede empate ao Concórdia e fica longe da disputa pelo título catarinense
Foto: Ricardo Artifon/Concórdia AC

Depois de eliminar o Fluminense e avançar na Copa do Brasil, o Avaí poupou alguns titulares na viagem para enfrentar o Concórdia e ficou no empate em 1 a 1 neste domingo (18). Rômulo abriu o placar logo nos primeiros segundos da partida, mas Gelson buscou o empate para os mandantes aos 9. O resultado deixa o Leão a oito pontos do vice-líder Figueirense, que seria um dos finalistas do Campeonato Catarinense.

Com menos de um minuto de jogo, após saída errada de Gabriel Peres, Getúlio avançou pela esquerda e cruzou para Rômulo finalizar de primeira e fazer 1 a 0 para o Avaí. Tentando defender a vantagem, o Leão se postou mais atrás e o Concórdia buscou o resultado para tentar sair da zona de rebaixamento. Aos 5, Baiano cruzou da esquerda, Aldair desviou de cabeça com espaço, mas Aranha segurou firme.

Aos 9, no cruzamento da esquerda de Aldair, Gelson apareceu na segunda trave, ganhou de João Paulo e bateu na saída do goleiro para fazer 1 a 1. Na sequência da partida, o ritmo do jogo diminuiu e as chances também. O Avaí teve mais posse de bola, mas pouco jogo pelo meio, enquanto o Concórdia tentou explorar os lados do campo.

O Avaí só voltou a assustar aos 27. Guga avançou pela direita, cruzou na segunda trave e Rômulo tentou desviar para o gol, mas mandou à direita. Já aos 36, Paulinho recebeu de Gelson, avançou pela direita e bateu forte, com perigo por cima do gol. O técnico Evando, substituto do suspenso Claudinei Oliveira, ainda teve que fazer uma alteração na primeira etapa. Com um problema na coxa, Maurinho saiu para a entrada de Rafinha os 39.

Para a segunda etapa, o técnico Paulo César Moro tirou Aldair para a entrada de Vinícius, e o Concórdia criou muito mais chances. Logo no primeiro minuto, Vitinho recebeu de fora da área, arriscou chute no canto e Aranha se esticou para espalmar. Essa foi uma das principais armas do time na segunda etapa. Aos 3, Paulinho recebeu de Baiano, girou para cima da marcação e bateu forte, acertando a rede pelo lado de fora. Já aos 7, foi a vez de Wellington Neto arriscar, mandando perto da trave esquerda.

Pelo desgaste da sequência de jogos, o Avaí tinha pouco ímpeto e tentou em contra-ataques buscar o gol da vitória. Aos 18, Vitinho trouxe da esquerda para dentro, bateu colocado e exigiu grande defesa de Aranha. A primeira chance do Leão foi só aos 21. Rafinha deu ótimo passe em profundidade e Martinuccio saiu de frente para o goleiro, mas falhou na finalização por cobertura e parou em Zé Carlos.

Em mais uma chance criada pelos visitantes, aos 24, João Paulo avançou pela esquerda na jogada de ultrapassagem, levantou para a área e Getúlio desviou de cabeça, à esquerda do gol. Depois desse melhor momento do Avaí no segundo tempo e uma chuva forte que caiu em Concórdia, o jogo diminuiu de ritmo, e os mandantes só voltaram a criar aos 40.

Gelson bateu falta da entrada da área e mandou no ângulo direito, mas Aranha voou para salvar o Avaí. No minuto seguinte, Rafinha saiu com espaço pela esquerda, dentro da área e, travado por Lucas, acabou batendo na rede pelo lado de fora. No fim, o placar terminou em um empate ruim para ambos.

Com 22 pontos, na 3ª colocação, o Avaí fica a oito do vice-líder Figueirense, com apenas quatro rodadas para o fim da fase classificatória. Já o Concórdia para com 12, na última colocação, dois pontos para a saída da zona de rebaixamento.

Na próxima quarta-feira (21), o Avaí joga diante de seu torcedor contra o Criciúma, às 21h45. Já o Concórdia, que vai estrear o técnico Raul Cabral, tem confronto direto contra o Inter de Lages, fora de casa, às 19h30.

VAVEL Logo