Sem muitos sustos, Seleção Brasileira vence Rússia em amistoso internacional

A poucos meses da Copa do Mundo na Rússia, o Brasil teve um teste justamente contra o anfitriões do Mundial deste ano. Na tarde desta sexta (23), a Canarinho foi até o Estádio Luzhniki, em Moscou, e venceu os russos por 3 a 0, com gols de Miranda, Philippe Coutinho e Paulinho. Em meio ao frio que registrou 0º no termômetro local, a equipe do técnico Tite anotou uma atuação tranquila e sem sustos.

A preparação do Brasil para a Copa do Mundo segue firme. Na próxima terça (27), às 15h45 (de Brasília), a Canarinho vai jogar contra a Alemanha em outro amistoso. Na primeira semana de maio, o técnico Tite vai divulgar a lista definitiva de convocados para o Mundial, com a equipe tendo mais dois testes em junho.

No dia 3 do mês de início da Copa do Mundo, a Seleção Brasileira vai jogar contra a Croácia, tendo seu último duelo antes do Mundial em 10 de junho, contra a Áustria. A estreia da Canarinho no Mundial acontece, de fato, em 17 de junho, contra a Suíça.

Frio como a temperatura local, primeiro tempo termina sem gols

Com uma postura mais fechada e um meio de campo bem povoado, a Rússia iniciou o duelo dificultando os avanços do Brasil. Apesar do paredão dos donos da casa, a Canarinho chegou com perigo aos 4 minutos do primeiro tempo, após belo lançamento de Daniel Alves para Gabriel Jesus. O atacante dominou e finalizou, mas Akinfeev fez a defesa com os pés e evitou o tento brasileiro.

Sem muito espaço para tabelar de forma produtiva, o Brasil passou a tentar chutes de fora, como Daniel Alves e Marcelo tentaram. Se Akinfeev fazia defesas não muito difíceis de um lado, Alisson basicamente assistia ao duelo do outro. O goleiro brasileiro, durante boa parte do primeiro tempo, não passou por muito perigo.

Foto: Valery Sharifulin\TASS via Getty Images

A primeira chegada mais efetiva do time russo aconteceu apenas aos 28 minutos, com chute de Golovin. O volante arriscou de longe, mas o arqueiro da Canarinho subiu para mandar pela linha de fundo. Depois disso, aos 34, foi a vez de Miranchuk ajeitar um passe bonito de calcanhar para Zobnin, que finalizou à direita do gol brasileiro.

Se a proposta russa no começo do primeiro tempo se concentrou na marcação, a equipe do técnico Stanislav Cherchesov passou a assustar mais. Aos 36, Smolov descolou cruzamento rasteiro para Miranchuk, que de dentro da área do Brasil mandou para fora. Em um primeiro sem chances muito grandiosas, as equipes empataram em 0 a 0.

Com Paulinho bem participativo, Brasil enche o marcador e vence amistoso

Logo na retomada do segundo tempo, o Brasil teve uma grande chance. Com menos de dois minutos, Douglas Costa subiu pela esquerda e fez uma virada de bola na direita para Willian, que escorou para Paulinho. O volante emendou contra a meta russa, mas Akinfeev caiu para fazer grande defesa. Na sequência, Coutinho isolou o rebote.

O goleiro da Rússia passou a se destacar o jogo. Aos 6, Willian acertou um passe forte de longe, a bola desviou na zaga russa no meio do caminho e explodiu na cabeça de Akinfeev, que mandou sem querer pela linha de fundo. Apesar da dedicação do arqueiro da Rússia, não demorou para a Seleção abrir o marcador.

Após cobrança de escanteio, Thiago Silva mandou de cabeça, mas Akinfeev defendeu. O outro zagueiro brasileiro no jogo, Miranda, pegou a sobra em cima do goleiro russo e estufou as redes dos donos da casa: 1 a 0 para o Brasil. As ofensivas do time de Tite seguiram mais ousadas que as russas, como aos 14, quando Paulinho perdeu mais uma chance de dentro da área.

Paulinho perdeu boas chances no segundo tempo (Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP/Getty Images)

Um dos jogadores mais participativos do jogo, o volante Paulinho foi puxado por Golovin dentro da área da Rússia aos 16 minutos, e o árbitro do jogo assinalou pênalti a favor da equipe brasileira. Um minuto depois, Philippe Coutinho foi para a bola e deslocou o goleiro Akinfeev, alterando o marcador: 2 a 0 para a Canarinho.

A equipe de Tite já ia construindo um bom placar quando o insistente Paulinho resolveu ampliar. De tanto tentar, o jogador conseguiu marcar seu gol e vencer uma contra o arqueiro russo. Aos 20, Willian subiu pela direita e cruzou na cabeça do volante, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes de Akinfeev.

Com uma boa atuação, especialmente na etapa final, o Brasil venceu a Rússia por 3 a 0 e se prepara, agora, para encarar seu grande algoz do último Mundial: a Alemanha.

Foto: Valery Sharifulin\TASS via Getty Images
VAVEL Logo