Brasil afasta terror e vence amistoso contra Alemanha
Jogadores comemoram gol de Gabriel Jesus (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O tão esperado reencontro entre Brasil e Alemanha teve o desfecho que o torcedor verde e amarelo queria. Na tarde desta terça-feira (27), no Estádio Olímpico de Berlim, a Canarinho esqueceu um pouco o pesadelo do 7 a 1 da Copa de 2014 e saiu com a vitória de 1 a 0 contra os donos da casa. O responsável pela alegria dos brasileiros foi o atacante Gabriel Jesus, que marcou ainda no primeiro tempo do amistoso preparatório para o Mundial da Rússia.

A partida teve o clima amigável e começou com belo mosaico dos 72.717 presentes para apoiar a candidatura do país como sede da Eurocopa de 2024. Mas foram mesmo os brasileiros que caíram no samba. Com o resultado, o técnico Tite continua com soberania à frente da Seleção: em 19 jogos e apenas uma derrota.

Agora, os jogadores testados ficam na expectativa para a convocação oficial para a Copa, em junho. Após a lista com os 23 atletas escolhidos, o Brasil terá apenas mais dois testes, contra a Croácia e a Áustria, nos dias três e 10 de junho.

Seleção cria jogadas pela esquerda e acha gol com Gabriel Jesus

Jesus estufou as redes do goleiro Trapp (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Jesus estufou as redes do goleiro Trapp (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A partida começou com a Alemanha chutando primeiro a gol. Aos 8/1ºT, a dona da casa teve falta cobrada por Kross e finalização de Gómez. Mas depois disso foi o Brasil que construiu mais jogadas, sempre pelo lado esquerdo, passando pelos pés do lateral Marcelo.

Aos 10/1°, o Brasil teve sua chance com jogada iniciada por Coutinho, e fez a torcida cantar. Nos cinco minutos seguintes, a Amarelinha criou boas jogadas com Coutinho. Aos 14/1°, o meia chegou bem.

Após isso, ambas as equipes tiveram boas chances, mas o confronto foi esfriando até que os telespectadores resolveram fazer a famosa "ola" para esquentar a noite no Estádio Olímpico. Próximo aos 30/1°, a Alemanha teve duas boas chances com Gómez - primeiro com, aos 28, e depois aos 29, mas em impedimento.

Parecia que o 0 a 0 se encaminhava na primeira metade do amistoso, até que a estrela de Gabriel Jesus brilhou e ele anotou um gol. Aos 36/1°T, o jovem jogador perdeu uma boa oportunidade, mas no minuto seguinte, em cruzamento pelo lado de Willian, o atacante mostrou oportunismo e cabeceou para dentro. O goleiro Trapp tentou afastar e até tocou na bola, mas ela já havia cruzado a linha e foi o suficiente para os 45 minutos iniciais.

Brasil cira menos e leva pressão nos acréscimos

Coutinho é perseguido por Kimmich durante o jogo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Coutinho é perseguido por Kimmich durante o jogo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O Brasil começou empolgado com Willian, aos 9/2°T, e um belo chute de longe de Coutinho, aos 12/2°T. O principal destaque do início da segunda etapa para o lado dos alemães foram as substituições do técnico Joachim Löw para tentar se igualar no placar e depois reagir. Com 10 minutos, Sané e Goretzka saíram para a entrada de Stindl e Brandt, respectivamente. E a Alemanha até chegou, mas sem muito perigo. Pouco tempo depois, aos 16/2°T, foi a vez de Mario Gómez sair para a entrada de Sandro Wagner.

As substituições não pararam. O Berlinense Boateng, que havia se machucado no começo da segunda etapa saiu aos 23/2°T, muito aplaudido pelos fãs antigos dos tempos em que defendia o Hertha Berlin. Quem entrou foi Süle.

A Alemanha chegava mais, mas o Brasil criou no fim. Os minutos de acréscimo de resumiram em tensão para os visitantes. O alemães pressionaram diversas vezes e obrigaram o goleiro Alisson a fazer grande defesa, após jogada de Kroos e Draxler, já aos 46 minutos. Mas não havia mais tempo e o Brasil confirmou a vitória na última partida antes da convocação para a Copa do Mundo.

VAVEL Logo