Dudu nega favoritismo em final contra Corinthians: "Quer tirar a responsabilidade deles"
Dudu tem a oportunidade de levantar mais uma taça pelo clube (Foto: Divulgação/SE Palmeiras)

Na última quinta-feira, o Palmeiras fez seu penúltimo antes da grande final do Campeonato Paulista de 2018. Após passar nos pênaltis pelo Santos, o alviverde vai pra grande decisão, que será contra seu arquirrival, Corinthians.

Em coletiva concedida na Academia de Futebol antes do treino, o camisa 7 e capitão do time, Dudu, falou sobre a importância de um jogo tão grande quanto um clássico, em uma final de campeonato, que não acontecia desde 1999.

"Palmeiras e Corinthians já é um jogo especial. Ainda mais disputando um título que será muito importante para ambas equipes. A gente espera estar mais preparado, mais concentrado e mais focado para poder fazer uma boa final e conquistar o título, que tem muito tempo que o Palmeiras não ganha. Esse campeonato é muito importante pra gente, pra termos mais confiança pro restante do ano", disse.

"Não concordo com favoritismo. Acho que ele [Andrés] está querendo tirar a responsabilidade do time deles. Será um jogo igual. Duas equipes grandes. Temos que entrar concentrados para fazermos um grande jogo", disse Dudu, sobre o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez considerar o Palmeiras o favorito para a decisão.

O derby da fase de grupos, onde o Corinthians venceu por 2 a 0, foi marcado pelas polêmicas de arbitragem, com a expulsão de Jailson, onde houve a demora para se marcar um pênalti, além de um outro pênalti dado ao time alvinegro. Dudu acredita que isso não irá influenciar na final.

"Acho que não [polêmicas do primeiro jogo influenciarem na decisão] Acho que são árbitros diferentes quem vai apitar é o Leandro [Bizzio Marinho], é um bom árbitro, não teve nenhuma reclamação. A gente espera que esse jogo possa ser um jogo normal, que nada vá atrapalhar o jogo e quem vença possa vencer no futebol, dentro de campo, sem nenhum problema".

Dudu comentou sobre o momento de Jailson, que vem jogando muito bem na meta palmeirense.

"A gente não tem um goleiro. Temos três ótimos. O momento do Jailson é muito bom, a gente fica feliz por isso, por ele estar nos ajudando e a gente ajudando ele também, mas não é só ele.  A defesa toda está contribuindo pra ele ter esse destaque, e na hora que ele chega ele pode nos ajudar, como ajudou nos pênaltis, como os ajudou com grandes defesas contra o Santos".

O camisa 7 agradeceu a torcida palmeirense por seu apoio, por pedir, nas redes sociais, um treino aberto no Allianz Parque antes da final.

"A gente fica feliz pelo apoio da torcida, a gente precisa deles e sabe que com eles a gente fica mais forte. Infelizmente, aqui no estado a gente tem o problema de torcida única, seria um clássico melhor ainda se tivesse as duas torcidas. Espero que a gente possa dar alegria pra eles, isso é o que a gente mais quer aqui dentro do clube".

O capitão falou sobre sua mudança de lado no campo. Em 2017 o ponta atuava pelo lado esquerdo, ajudando na armação. Com a chegada de  Roger Machado, Dudu foi colocado na direita, se tornando um jogador mais agudo.

"O Roger me pediu pra mudar de lado porque ano passado eu jogava mais por dentro porque a gente não tinha o  número 10 por dentro e, às vezes, eu poderia armar um pouco o time e hoje a gente tem o Lucas, que faz esse papel. Roger viu que pelo lado direito eu podia dar mais profundidade ao time. Muito feliz que isso vem dando resultado".

Dudu comentou a situação do calendário do futebol brasileiro e o desgaste que esse calendário traz.

"Um jogo tem um desgaste muito grande. Corremos 10, 11 km por partida. Quatro dias não é o tempo ideal de recuperação, mas é nosso calendário. Temos que estar descansados e recuperados para fazermos um grande jogo".

O atacante disse também que não considera uma revanche o dérbi na final do paulista e pregou foco para chegar ao título. "Não é revanche, é outra fase. Temos que mostrar pra nós mesmo que podemos conquistar o campeonato paulista. Fizemos uma grande campanha, grandes jogos. Chegou a hora de fazer os dois grandes jogos. Temos que estar concentrados, focados para sermos campeões", finalizou.

VAVEL Logo