Avaí e Chapecoense empatam na Ressacada no fechamento da fase classificatória do Catarinense
Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC

Fechando a fase inicial do Campeonato Catarinense, o Avaí recebeu a finalista Chapecoense, e a partida terminou empatada em 2 a 2, na Ressacada. Getúlio e Beltrán, que marcou seu primeiro com a camisa do Leão, fizeram para os mandantes, enquanto Douglas e Vinícius anotaram para a Chape.

Mesmo contando com muitos reservas, a Chape foi a primeira a assustar na Ressacada. Aos 3, após lançamento de Alan Ruschel para a área, Betão dominou mal, Júnior Santos roubou, passou pelo estreante Rubinho e, sem goleiro, finalizou, mas o zagueiro avaiano se recuperou e tirou em cima da linha.

Mas quem marcou primeiro foi o Avaí. Aos 11, Luanzinho recebeu de Marquinhos na entrada da área, limpou a marcação e deu grande passe para Getúlio finalizar na saída do goleiro e fazer 1 a 0. O começo da partida teve os dois times com postura mais ofensiva, e boas chances foram criadas antes dos 20. Aos 16, Marquinhos lançou na entrada da área, Rômulo tirou da marcação e finalizou de pé esquerdo, mas a bola passou à direita.

Aos 20, Júnior Santos pegou o rebote de Luanzinho na entrada da área, bateu de primeira e mandou com muito perigo, perto do travessão avaiano. Com o decorrer da primeira etapa, o Avaí passou a adotar uma postura mais retraída e a Chapecoense conseguiu espaços para trocar passes, apesar de que as chances vieram no ruim posicionamento do Leão nas bolas aéreas.

Na cobrança de escanteio de Vinícius Freitas, aos 32, Douglas cabeceou forte e parou na trave. Em uma segunda tentativa na sequência, Douglas tentou duas vezes, a bola explodiu na defesa e, no rebote, Júnior Freitas bateu de primeira, mandando com muito perigo à direita. Aos 37, Na terceira cobrança de escanteio em poucos minutos, Vinícius Freitas colocou na área e Douglas subiu no meio de três marcadores e tocou de cabeça o canto esquerdo, empatando o jogo na Ressacada.

Logo no primeiro minuto da segunda etapa, em cobrança de falta lateral, Marquinhos bateu direto para o gol para surpreender Ivan, mas parou na trave. No rebote, Betão esticou o pé direito e finalizou, por cima do gol. Apesar deste lance logo no começo, os times mantiveram uma postura mais acomodada por grande parte da segunda etapa.

Também usando a partida para dar ritmo aos seus jogadores, Gilson Kleina colocou Artur Caíke e Apodi, que voltam de lesão. Aos 22, o atacante vindo do banco recebeu na área, tocou de lado e Nenén finalizou de primeira, mandando com perigo, à esquerda.

O jogo só ficou mais movimentado a partir dos 32. Marcinho lançou na segunda trave, Rafinha girou para cima da marcação e cruzou na cabeça de Beltrán, que desviou de cabeça no canto esquerdo, marcou o primeiro com a camisa do Avaí e fez 2 a 1. Aí a Chapecoense foi para cima em busca do empate. Aos 35, Vinícius avançou pela esquerda, acabou tabelando com o rival e arriscou chute forte da entrada da área, carimbando as duas traves de Rubinho.

Aos 37, Artur Caíke recebeu de Apodi na intermediária e deu ótimo passe para Bruno, que apareceu nas costas da defesa e finalizou cruzado, com perigo à direita do gol. Cinco minutos depois, Vinícius recebeu com espaço na entrada da área, arriscou chute rasteiro e contou com desvio na trave e nas costas do goleiro Rubinho para empatar novamente o jogo na Ressacada: 2 a 2.

Na bola parada, o Avaí quase marcou o terceiro. Aos 44, João Paulo levantou para a área em cobrança de falta e Betão desviou de cabeça no meio da defesa, mandando perigosamente, perto do ângulo esquerdo, a última chance da partida em Florianópolis.

Com 24 pontos e sem vitórias nas sete últimas rodadas, o Avaí fecha o Catarinense apenas na sexta colocação. Já a Chape, que perdeu apenas um dos 18 jogos da fase classificatória, terminou em primeiro, com 41.

A Chapecoense decide o Campeonato Catarinense contra o Figueirense, em jogo único no próximo domingo (8), às 16h. Já o Avaí só volta a campo no dia 11 de abril pela quarta fase da Copa do Brasil: enfrenta o Goiás, na Ressacada, às 19h30.

VAVEL Logo