Grêmio faz quatro no Brasil de Pelotas e está com uma mão na taça do Campeonato Gaúcho
Ramiro, de falta, marca o último gol da tarde na Arena (Foto: Lucas Uebel / GFPA)

A Páscoa foi de chocolate gremista na primeira partida da final do Campeonato Gaúcho. Jogando em casa, o Grêmio aplicou 4 a 0 no Brasil de Pelotas. Todos os gols da partida foram marcados na segunda etapa. O time de Renato teve a posse de bola na primeira etapa, mas não conseguiu marcar gols. Mantendo a pressão, o Grêmio conseguiu marcar quatro gols na segunda etapa. Everton, duas vezes, Alisson e Ramiro, de falta, deixam o Tricolor com uma mão e quatro dedos na taça.

O Grêmio iniciou a partida com muita posse de bola. O Brasil de Pelotas praticamente não tocou na bola com oito minutos. Luan fez jogada bonita aos seis minutos. O camisa 7 deu chapéu no marcador e bateu em gol, mas mandou por cima. O Brasil, quando teve a posse de bola, não conseguiu trocar passes. O Xavante aproveitou erro de Luan, aos nove minutos, e chegou ao ataque. Alisson Farias serviu Calyson, que finalizou para fora. O Grêmio levou perigo aos 13. Everton colocou a bola entre as pernas de Artur e tocou para Jael. O centroavante finalizou para grande defesa de Pitol.

O Brasil de Pelotas teve menos posse de bola, mas levou mais perigo quando chegou ao ataque. Aos 14 minutos Calyson teve nova chance e finalizou, mas dessa vez Marcelo Grohe defendeu. A partida acabou ficando presa no meio de campo. O Grêmio não conseguiu furar o bloqueio Xavante e o Brasil não conseguia ficar com a bola nos pés. A equipe de Pelotas passou a gostar mais do jogo a partir dos 30 minutos. Artur, aos 31, colocou a bola na cabeça de Calyson, que cabeceou por cima do gol. Aos 39, Artur deixou três marcadores para trás e soltou para Calyson. A jogada terminou com conclusão de Lourency, pra fora. Éder Sciola foi expulso aos 45 minutos. O jogador acertou as costas de Luan e levou o segundo amarelo. O lance gerou muita reclamação do banco de reservas Xavante.

No segundo tempo, o Grêmio tratou de converter a superioridade na posse de bola em gols. Everton recebeu de Jael aos 50 segundos e completou para o fundo das redes, deslocando Pitol. Não demorou muito para o segundo gol gremista. Maicon cruzou a bola na cabeça de Jael, que tentou o gol, mas Marcelo Pitol defendeu. O problema foi que o goleiro soltou a bola nos pés de Alisson, que completou para o gol. O Grêmio passou a tomar conta da partida. Com 10 em campo, os comandados de Clemer optaram por se defender.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Jael, aos 25 minutos, serviu Everton novamente, pelo esquerdo de ataque. O camisa 11 teve a tranquilidade para deslocar Marcelo Pitol e marcar o terceiro. Jael, que foi substituído em seguida, recebeu muitos aplausos dos 3.238 torcedores gremistas presentes na Arena. O Grêmio fechou o placar aos 32 em linda cobrança de falta. Ramiro bateu de muito longe e Marcelo Pitol acabou levando um frango. Quase que Everton marcou o quinto aos 43. O atacante finalizou na trave após “aula” de troca de passes. Marcelo Grohe conseguiu evitar o gol de honra Xavante aos 44.

A goleada na partida de ida permite ao Grêmio perder por até 3 a 0 em Pelotas, no próximo domingo, que ainda fica com o título do Campeonato Gaúcho. O Brasil de Pelotas precisa marcar quatro gols e não sofrer nenhum para levar a decisão aos pênaltis.

VAVEL Logo