Em jogo equilibrado, Remo vence Paysandu e sai com vantagem para volta no Paraense
Foto: Fábio Will/Ascom Remo

Vantagem é azulina! Em partida bastante equilibrada e movimentada, disputado na tarde deste domingo (1º) no Mangueirão, o Remo obteve melhor aproveitamento nas finalizações ao longo dos 90 minutos, pois venceu por 2 a 1 e ficou à frente pelo título do Campeonato Paraense 2018, com gols de Isac e RodriguinhoCassiano descontou.

Agora, os leoninos jogam por qualquer empate para assegurar seu 45º título de sua história já no próximo domingo (8), às 16h, novamente no Mangueirão. Os bicolores, por outro lado, precisam vencer por dois ou mais tentos de diferença, uma vez que por apenas um leva a definição aos pênaltis.

Um gol de pênalti para cada e placar igual

Precisando vencer para largar em vantagem, as equipes entraram com foco e empenhadas a atacar. A primeira boa oportunidade criada foi a favor do Paysandu, que mostrou mais criatividade no setor ofensivo. O atacante Walter, atuando na armação para dar mais dinamicidade aos companheiros, chutou de fora da área e obrigou Vinícius a defender.

Os bicolores prosseguiram no ataque e voltaram a ficar em boa defesa do goleiro. Mike deu bom passe na pequena área para Moisés, que foi mais rápido e mandou uma bomba para intervenção do arqueiro. Em seguida, Matheus Müller cobrou falta com força e a bola saiu próxima do travessão.

Remo sai à frente, mas Paysandu alcança empate no primeiro tempo (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Remo sai à frente, mas Paysandu alcança empate ainda no primeiro tempo (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Como quem não faz, leva, o Remo teve sua primeira chance através da bola parada e ficou em vantagem no placar. Depois de cruzamento na pequena área do Papão, Jayme trombou e foi derrubado pelo zagueiro Edimar, com a arbitragem marcando o pênalti. Isac bateu seguro, tirou do alcance de Marcão e estufou o barbante.

Nos minutos finais, os times voltaram a ficar com o equilíbrio do início do primeiro tempo, porém o PSC aproveitou espaço dado pelo Leão e chegou ao empate. Perema teve o chute bloqueado, mas caiu na área ao se enroscar com Mimica. Cassiano finalizou no lado esquerdo firme e o camisa 1 remista não alcançou, com o marcador ficando igualado.

Remo marca no fim e garante vantagem

Na etapa final, Dado Cavalcanti decidiu se precaver e poupou Cassiano ao intervalo, promovendo a entrada de Willyam. Em oito minutos, no entanto, teve que realizar mais duas alterações, ambas por problemas médicos. Lesionados, Maicon Silva e Cáceres saíram e abriram espaço para Matheus Silva Fábio Matos entrarem.

Sem criatividade, o Papão não conseguiu chegar com perigo, apesar de ter realizado substituições do meio em diante. O Remo, entretanto, foi mais cauteloso e usou o contra-ataque como principal arma para ir ao setor ofensivo, mas não foi efetivo e pouco assustou a meta do bicolor para ficar novamente em vantagem.

Papão tenta, mas Leão é mais eficaz na etapa final e consolida triunfo (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Papão até tenta, mas Leão é mais eficaz na etapa final e consolida triunfo (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Apesar do equilíbrio, sem muitas jogadas, o Paysandu saiu buscando o erro adversário e chegou próximo de balançar a rede. Matheus Müller cruzou na área azulina e Walter apareceu bem no meio da marcação, completando de calcanhar e mandando bem próximo da trave direita da direita.

Pouco depois, o Leão tirou proveito da falta de pontaria do rival e ficou à frente do marcador, além de garantir o triunfo. Rodriguinho, que foi escolhido para entrar na vaga de Adenilson, soltou a bomba de fora da área e não deu nenhuma possibilidade de defesa a Marcão, estufando o barbante. Walter ainda tentou em uma cabeçada, contudo esbarrou em milagre de Vinícius.

VAVEL Logo