Líder, Joel Carli reassume titularidade e capitania em momento decisivo para Botafogo
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

O ano de 2018 pode não ter começado da maneira que Joel Carli sonhou. O argentino, considerado um dos pilares da equipe do Botafogo sob o comando de Jair Ventura, acabou amargando momentos complicados com Felipe Conceição e foi deixado de lado com a chegada de Alberto Valentim. Entretanto, acabou retomando sua titularidade num momento crucial para o Alvinegro.

Contratado pelo Botafogo em 2016, Carli conquistou seu espaço como líder do elenco e titular absoluto principalmente por conta de sua qualidade no jogo aéreo. Entretanto, acabou perdendo espaço na temporada de 2018. Com apenas quatro jogos com a camisa alvinegra neste ano, o defensor retornou em momento decisivo.

Banco de reservas e especulação de saída: o começo de temporada de Joel Carli

2018 foi um ano atípico para Carli no Botafogo. Considerado um dos homens de confiança do treinador Jair Ventura, que rumou ao Santos, o argentino disputou, até o momento, apenas quatro partidas com a camisa alvinegra. Foram três pelo Carioca e uma pela Copa do Brasil.

Em diversas ocasiões, aliás, o zagueiro nem esteve relacionado. Por conta disso, Carli chegou a atrair interesse de outros clubes, já que, principalmente com Alberto Valentim, era uma das últimas opções para a defesa do Botafogo. O Peñarol foi a equipe que esteve mais próxima de sua contratação. Apesar disso, o Alvinegro rejeitou a proposta e manteve o argentino em General Severiano. Parece ter feito bem.

Retorno em momento de preocupação com a defesa e decisões no Campeonato Carioca

Depois de ver Marcelo e Igor Rabello formarem a zaga titular do Botafogo durante a maior parte do tempo do comando de Alberto Valentim, Carli acabou retornando à equipe num momento em que o Botafogo enfrentava críticas à sua defesa no jogo aéreo, além de questionamentos sobre a solidez defensiva de modo geral.

Logo numa decisão, em semifinal geral do Carioca contra o Flamengo, o argentino voltou a ser titular e ajudou a garantir a vitória por 1 a 0 num contexto em que os rivais alçaram 45 cruzamentos na área alvinegra. Seu quarto jogo foi a partida de ida da decisão, contra o Vasco.

Um dos jogadores mais identificados com a torcida botafoguense nos últimos anos, pelo seu perfil de muita disposição e entrega em campo, Carli será o capitão do Botafogo na decisão - já que Rodrigo Lindoso está suspenso - e pode ser um dos grandes personagens da final do Campeonato Carioca.

VAVEL Logo