Allianz Parque pode receber seu terceiro título em quatro anos de existência

Allianz Parque. Caldeirão. Para a massa palmeirense, essas duas palavras são quase sinônimos. Carinhosamente apelidado de chiqueiro, a Arena já caiu nas graças do torcedor

O estádio inaugurado no final de 2014 se transformou, literalmente, na casa do Palmeiras. Dois títulos, muitas vitórias marcantes e muitas emoções pra torcida. Grandes viradas, grandes clássicos jogados e grande apresentações do dono da casa. 

O estádio, que veio a se tornar um caldeirão, é temido pelos adversários, com 68 vitórias do alviverde, marcando 192 gols sendo que a maior vítima do Palmeiras dentro de seus domínios é o São Paulo, que perdeu todos os 6 jogos que fez, levando incríveis 18 gols, dentre eles dois de cobertura, um de Robinho em 2015 (Palmeiras 3 a 0 São Paulo) e um de Dudu em 2017 (Palmeiras 3 a 0 São Paulo) 

2014: Inauguração com derrota e alívio no segundo jogo

No dia 19 de Novembro de 2014, o Palmeiras entrou em campo pela primeira vez em sua nova Arena, em um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro de 2014. Os quase 36 mil torcedores presentes presenciaram uma derrota dolorida para o Sport Recife, por 2 a 0.


O segundo jogo, na última rodada, valia a permanência da equipe na primeira divisão do campeonato nacional. Um empate em 1 a 1 com Atlético Paranaense, somado a uma combinação de resultados em outros jogos na rodada, fez o clube centenário se salvar do rebaixamento, que seria o terceiro em sua história.

2015: Ressurgi o Alviverde Imponente 

A virada de ano foi um alívio para os palmeirenses. Com as contas equacionadas, a chegada da Crefisa, com um patrocínio poderoso e a chegada de grandes nomes, badalados e desejados no mercado, como o veterano Zé Roberto e Dudu (famoso por ser o 'chapéu' palmeirense em seus dois rivais). Tudo isso somado, fez a confiança e o ânimo do torcedor alviverde voltar.

Vencer clássicos ajudou nisso. O primeiro clássico da arena foi uma derrota de 1 a 0 para o Corinthians. A primeira vitória em clássicos foi contra o São Paulo. Nesse jogo, Robinho fez o primeiro gol de cobertura do clássico no estádio. O jogo terminou com uma goleada estonteante de 3 a 0 para o Palmeiras.

Sua primeira decisão foi em outro clássico, contra o Santos. Pelo Campeonato Paulista, os times disputaram o título jogando o primeiro jogo no Allianz Parque, onde o alviverde venceu o jogo por 1 a 0, com gol de Leandro Pereira. A derrota por 2 a 1 na Vila Belmiro, no jogo de volta, levou o jogo para os pênaltis, onde o Palmeiras foi derrotado.

Na semifinal da  Copa do Brasil daquele ano o Palmeiras decidiu sua vida em casa. Após perder por 2 a 1 no Rio para o Fluminense, o time de Marcelo Oliveira aproveitou a força de sua torcida para marcar dois gols e tentar a classificação. Após isso, um gol do Fluminense levou o jogo para os pênaltis, onde, com gol de Allione, o Alviverde se classificou

A segunda final do estádio foi na Copa do Brasil de 2015. 
Após passar pelo Fluminense, o Palmeiras recebeu o Santos no segundo jogo da final, em uma tão esperada revanche pelo paulista do mesmo ano.

Após a derrota por 1 a 0 no primeiro jogo da decisão, Dudu marcou duas vezes para ver Palmeiras 2 a 1 e o jogo foi para as  penalidades, como no Paulista.

Com Fernando Prass defendendo e batendo a última penalidade, o Alviverde se sagrou campeão da Copa do Brasil 2015, seu primeiro título na casa nova.

2016: Cucabol e o Eneacampeonato Brasileiro

Se o Paulista de 2016, com uma eliminação para o Santos na semifinal, e a Copa do Brasil, com uma eliminação para o Grêmio nas oitavas, não foram a competição dos sonhos, o Brasileirão daquele ano não conseguiria ser escrito de uma forma melhor para o torcedor palmeirense.

22 anos de espera. Foi por isso que todo o palestrino passou. E nessa conquista o Allianz foi de fundamental importância. Com apenas uma derrota em 17 jogos feitos no estádio, o Palmeiras encaminhou e levantou a taça em casa.

Com grandes vitórias em clássicos, como o 1 a 0 sobre o Corinthians e a vitória de 2 a 1, de virada sobre o São Paulo, foram momentos marcantes do estádio na campanha do Enea.

Cuca, técnico da equipe, foi figura importante na campanha. Muito criticado pelo estilo de jogo de sua equipe, pejorativamente apelidado de 'cucabol', fez o Palmeiras ter uma das melhores campanhas da história do Campeonato Brasileiro, com 24 vitórias, 8 empates e apenas 6 derrotas. Gabriel Jesus foi o artilheiro alviverde na competição, com 12 gols.

O jogo do título, com recorde de público do estádio em jogos do Palmeiras, 40.986 torcedores, foi contra a Chapecoense. A vitória por 1 a 0, com gol do contestado Fabiano, coroou a campanha Alviverde, que levantou a taça tão sonhada pelos torcedores, em casa.

2017: Eliminações em casa marcam um ano em branco

Se em 2015 e 2016 o palmeirense viveu um sonho atuando no Allianz Parque, em 2017 foi muito diferente.

O clube, em seus domínios, foi eliminado duas vezes: uma no Paulista e uma na Libertadores.
No paulista, após ser derrotado, em Campinas, pela Ponte Preta, por 3 a 0, o Palmeiras, no Allianz, apenas conseguiu a magra vitória por 1 a 0, que não impediu a eliminação do time.

Na Libertadores, após perder por 1 a 0 no Equador, para o Barcelona de Guayaquil, o Palmeiras, em seus domínios, conseguiu a vitória que precisava, 1 a 0, com gol de Moisés. Na disputa de penalidades daquele dia, o clube foi eliminado pelos equatorianos, perdendo por 5 a 4.

2018: Uma final de 19 anos de espera

Após um 2017 que a torcida quer esquecer, o Palmeiras chegou a outra final de Paulistão, com o Allianz sendo importantíssimo para essa campanha. Grandes atuações do time de Roger Machado aconteceram em sua casa, como o 2 a 0 sobre o São Paulo, na fase de classificação do Paulista. Ou o 5 a 0 sobre o Novorizontino, no jogo de volta das quartas-de-final do Paulista. 

No próximo domingo (8), o Palmeiras recebe no Allianz Parque seu arquirrival, Corinthians, para fazer o segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Paulista. Para esse confronto, o Alviverde tem a vantagem de um gol, por conta da vitória por 1 a 0 sobre os Alvinegros, na Arena Corinthians.

A final entre esses dois rivais está sendo esperada pelos torcedores faz 19 anos. A última, que terminou com título corintiano, foi em 1999. Domingo, no Allianz, o Palmeiras terá a chance de ser campeão Paulista em casa, usando a força de sua torcida e de seu estádio. 19 anos de espera para enfrentar seu maior rival e 10 para a tentativa de ser campeão do Estadual , em casa, mais uma vez.

VAVEL Logo