Thiago Larghi elogia crescimento do Atlético na reta final do Campeonato Mineiro
Mesmo após perda do título para o rival, Larghi terá sequência no Atlético (Foto: Divulgação/Atlético)

Thiago Larghi elogia crescimento do Atlético na reta final do Campeonato Mineiro

Para técnico alvinegro, perda do título não neutraliza evolução da equipe; presidente do Galo também falou sobre atuação do elenco perante as limitações atuais

gabrielafaria
Gabriela Faria

A vantagem construída na primeira partida da final não foi suficiente. O Atlético-MG perdeu para o Cruzeiro por 2 a 0 no Mineirão e viu o título escapar. Os gols que garantiram o título da Raposa foram marcados por Arrascaeta e Thiago Neves. As expulsões de Otero e Patric, do Galo, foram determinantes para a derrota do time alvinegro.

O técnico Thiago Larghi avaliou a equipe e classificou o Campeonato Mineiro como um período importante de crescimento dos jogadores de acordo com uma lógica de coletividade.

"Tentamos manter o equilíbrio, mas não aconteceu. Como eu falei, isso faz parte do prgresso da equipe, a formação como um time. O que importa é que estamos conscientes do que a gente vem fazendo, como estamos crescendo coletivamente", afirmou. 

Larghi não tinha nas mãos uma situação de tranquilidade: após a expulsão de Otero aos 22 minutos da etapa inicial, o comandante do Galo precisava de realizar substituições que não expusessem o time a uma situação vulnerável, mas que também garantissem alguma capacidade ofensiva da equipe alvinegra. 

O treinador optou então por um time que impusesse velocidade, sacando três jogadores veteranos - Luan, Ricardo Oliveira e Elias - para dar lugar a três garotos - Erik, Gustavo Blanco e Róger Guedes. No entanto, as peças disponíveis no banco de reservas não supriram esta necessidade. Em entrevista coletiva ao final da partida, Larghi falou sobre as tentativas de criar jogadas para levar perigo a área adversária.

"Eu quis colocar mais gás na partida. No vestiário eu já havia programado a substituição do Luan e do Ricardo, mas pedi que eles dessem tudo o que podiam. A ideia foi colocar mais intensidade para que a gente tentasse chegar pelo menos a um gol num contra-ataque do segundo tempo", explicou. 

Sette Câmara elogia trabalho de Larghi

Quem também falou com a imprensa após a derrota no clássico foi o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara. Segundo ele, a expulsão apenas de Otero em um lance que também envolveu o lateral-direto Edilson, da Raposa, atrapalhou um jogo que poderia ser mais equilibrado. 

"Nós tivemos uma perda muito grande na expulsão do Otero aos 20 minutos de jogo e a partir daquele momento ali as coisas ficaram muito difíceis. Não vou ficar reclamando de arbitragem, apenas estranhei. Dei uma olhada com muita tranquilidade nas imagens daquele lance e me pareceu claro que o quarto árbitro fez uma sinalização para o juiz; os dois (jogadores) haviam entrado de uma forma violenta e o juiz entendeu por expulsar apenas o nosso melhor jogador", disse. 

Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG (Foto: Divulgação/Atlético)
Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG (Foto: Divulgação/Atlético)

Apesar da perda do título, Sette Câmara ressaltou estar satisfeito com o trabalho desenvolvido por Larghi e classificou o Cruzeiro como um time mais estável, por manter um técnico há um prazo maior e investir mais no elenco.

"O time apresentou muita evolução nos últimos jogos, haja vista que no início do ano nós éramos considerados uma equipe que tinha muitos problemas - e não vou dizer que não tínhamos - mas o time evoluiu muito, ganhou jogos incríveis, como no Independência. Perdemos para uma equipe que mantém já o seu treinador, indiscutivelmente um dos melhores do Brasil, por um longo tempo e investiu muito mais dinheiro na contratação de seus jogadores. Mesmo assim, ainda acho que fizemos um jogo pau a pau", observou.

O presidente falou ainda sobre possíveis reforços e a permanência de Thiago Larghi como técnico interino do Atlético

"Nós estamos de olho no mercado, vamos buscar jogadores aqui e ali para qualificarmos mais o elenco. Acredito no trabalho de posicionamento em que o Thiago vem desenvolvendo e se dedicando, e quero fazer meu agradecimento aqui à ele. Ele continua na mesma posição de interinidade. Como eu falei, é um funcionário do clube e nós estamos conversando, harmonizando e vendo o mercado com carinho", destacou. 

Apesar do término do Campeonato Estadual, o Galo não terá nenhum período de descanso. Nesta segunda-feira (9), a delegação atleticana já viaja para a Argentina, onde enfrentará o San Lorenzo.  A partida é válida pela primeira fase da Copa Sul-Americana e acontece na quarta (11), ás 19h15. 

VAVEL Logo

    Atlético MG Notícias

    há 7 dias
    há 10 dias
    há 11 dias
    há 12 dias
    há 12 dias
    há 18 dias
    há 20 dias
    há 21 dias
    há 23 dias
    há 24 dias
    há 24 dias