Eleito melhor treinador do Carioca, Zé Ricardo elogia postura da equipe vascaína
Foto: Divulgação/Vasco

Eleito melhor treinador do Carioca, Zé Ricardo elogia postura da equipe vascaína

Treinador lamentou a derrota nos pênaltis contra o Botafogo e disse já pensar na luta pelo Brasileirão

AmandaDuarte
Amanda Duarte

Na tarde deste domingo (08), no Maracanã, Vasco da Gama e Botafogo levaram, novamente, emoção ao público do Campeonato Carioca 2018. A final foi decidida nos pênaltis, após o placar de 1 a 0 para os botafoguenses no tempo normal. Apesar da tristeza de não se consagrar campeão, o treinador Zé Ricardo garante entrega da equipe cruzmaltina e já está de olho na Série A do Campeonato Brasileiro 2018.

"Uma derrota dura, até porque valia o título do Carioca. É sempre complicado perder da forma que foi. Você jogar 60 minutos com um jogador a menos é complicado, ainda mais com esse desgaste que estamos tendo nas últimas semanas. Tivemos duas oportunidades para abrir o marcador antes da expulsão, mas não conseguimos. Venho aqui para enaltecer nossa entrega, a forma como o grupo sentiremos. Nossos atletas foram no limite, posso garantir isso. Agora é descansar. Vamos voltar na quarta-feira e nos preparar para o início do Brasileiro", avaliou, lamentando a expulsão do jogador Fabrício e a sequência dura de jogos do clube. 

Que bola aérea é um perigo para o setor defensivo dos vascaínos, como os últimos resultados demonstram, não há menor dúvida. Mas esse não era a única preocupação da torcida: além de jogar com um a menos desde os 36'/1T e ser obrigado a recuar para segurar o empate (pela vantagem adquirida no primeiro jogo da final), havia o desgaste físico em virtude do jogo duro no meio da semana, contra o Cruzeiro. Jogar com 4 zagueiros foi a única opção vista por Zé Ricardo, que se viu limitado até mesmo pelos desfalques. O gol surgiu já nos acréscimos, por falta de atenção da defesa. Ainda assim, o técnico não reclamou.

"Não tenho que reclamar da equipe. Antes da expulsão, tivemos duas chances claras de gol. O controle do jogo foi nosso no primeiro tempo, mas sabíamos que iríamos sofrer o segundo tempo em virtude da expulsão e da necessidade do Botafogo. Mesmo assim, tentamos manter o Botafogo longe da nossa área. No final do jogo tivemos oportunidade de segurar mais a bola, foi um pecado. Eles conseguiram da única maneira, com Carli no ataque, dois atacantes na área. Ainda fomos eficientes na maioria das bolas alçadas. Dois grandes goleiros nos pênaltis, Gatito pegou dois. Méritos do Botafogo".

Eleito melhor treinador pelos jornalistas em seleção divulgada pela FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), sua preocupação é com a temporada que está a surgir. 

"Semana que vem temos um jogo importante do Brasileiro e queremos iniciar essa jogada de 38 jogos de forma positiva com uma vitória sobre o Atlético dentro da nossa casa. Me reuni com eles no vestiário e não disse nenhuma frase motivadora. Agradeci e enalteci a entrega deles. É lógico que a dor é grande, queríamos muito esse título, mas a vida precisa continuar. Vamos sair desse momento ruim em breve. Temos um time com homens de caráter. Se papai do céu não quis fosse agora, será mais para frente", comentou.

O Gigante da Colina voltará a campo no domingo (15), diante do Altético-MG. A partida é válida pela 1ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro e será disputada em São Januário, às 16h. Ainda na mesma semana, na quinta-feira (19),  enfrentará o Racing pela fase de grupo da Libertadores, às 19h15 (horário de Brasília) no estádio Presidente Perón.

VAVEL Logo

Club de Regatas Vasco da Gama Notícias

há 13 dias
há 17 dias
há 19 dias
há 22 dias
há 22 dias
há 22 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês